Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional mista não acompanha ganhos das bolsas europeias

A bolsa nacional seguia em queda, pelo segundo dia consecutivo, numa dia em que a tendência está pouco definida. O PSI-20 seguia a perder 0,05% em contra ciclo com as congéneres europeias.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 15 de Junho de 2005 às 11:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional seguia em queda, pelo segundo dia consecutivo, numa dia em que a tendência está pouco definida. O PSI-20 seguia a perder 0,05% em contra ciclo com as congéneres europeias.

As praças europeias voltaram a valorizar, renovando os máximos de três anos, impulsionadas pelo sector da banca e mineiro.

O PSI-20 [psi20] descia 0,05% para os 7.490,48 pontos, com oito títulos em queda, sete a subir e cinco inalterados.

A Energias de Portugal (EDP) [edp] era o título que mais pressionava ao perder 0,48% para os 2,09 euros. A eléctrica nacional negociou 11 milhões de acções, registando uma passagem em bolsa de 10 milhões por volta das 10h.

O Banco BPI [bpin] contrariava e subia 0,32% para os 3,10 euros, enquanto o Banco Espírito Santo (BES) [besnn] descia 0,15% para os 12,95 euros. O Banco Comercial Português (BCP) [bcp] seguia inalterado nos 2,08 euros.

A Portugal Telecom (PT) [ptc] caía 0,13% para os 7,99 euros. O Deutsche Bank reviu em baixa de 12% o preço-alvo para a PT, considerando que o papel só estará em níveis atractivos perto dos 7 euros. O analista Guy Peddy sugere uma estratégia de remuneração mais agressiva e insiste na alienação da Vivo à Telefónica Móviles. Em 10 sessões, oito bancos reviram em baixa a avaliação da operadora.

A PT Multimédia [ptm] avançava 0,59% para os 8,48 euros. Segundo o «research» do Millennium bcp investimento, a PT Multimédia é a segunda empresa com maior potencial de valorização na lista das cinco acções com maior potencial avaliadas pela instituição.

O sector de «media» seguia com a Media Capital [mcp] a ganhar 1,11% para os 6,40 euros e a Impresa [ipr] a subir 0,19% para os 5,27 euros, no dia em que a Marktest divulgou que a publicidade televisiva aumentou cerca de 27% entre Janeiro e Maio, tendo o canal televisivo SIC ganho quota de mercado, ultrapassando a TVI, em comparação com o período homólogo.

Mais lidas
Outras Notícias