Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional prepara-se para primeiro ano de ganhos em quatro (act)

A bolsa nacional encaminha-se para a primeira valorização anual após três anos de quedas. O PSI-20, que acumula uma subida de cerca de 15% este ano, seguia a recuar 0,1%, com um volume abaixo da média devido ao facto de a maioria dos investidores se encon

Ricardo Domingos rdomingos1@gmail.com 31 de Dezembro de 2003 às 11:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Electricidade de Portugal (EDP) liderava as perdas, ao recuar 0,48% para 2,08 euros, com pouco mais de 500 mil títulos negociados. O Jornal de Negócios noticiou hoje que a Caixa Geral de Depósitos (CGD) financiou a REN-Rede Eléctrica Nacional na operação de compra de 18,3% do capital da Galpenergia, realizada ontem por 420 milhões de euros.

A Brisa [BRISA] cedia 0,38% para 5,30 euros, enquanto o Banco BPI [BPIN] caía 1,76% para 2,92 euros, aliviando do máximo do ano atingido ontem nos 2,95 euros.

A Sonae SGPS era o papel mais transaccionado, com 2,5 milhões de títulos a trocarem de carteiras. O preço permanecia estável nos 0,68 euros.

O Governo publicou ontem o caderno de encargos para a privatização de 30% do capital da Portucel [PTCL], onde a “holding” de Belmiro de Azevedo detém uma posição de 25%. O Estado controla 56%.

Segundo o documento, os concorrentes à privatização terão de entregar as suas propostas até ao próximo dia 11 de Fevereiro de 2004, tendo o Governo fixado um preço de 1,45 euros por acção, o que avalia a operação em 333,86 milhões de euros.

Os candidatos que formalizarem proposta terão ainda de prestar uma caução, através de depósito não remunerado, de cinco milhões de euros, por forma a “assegurar a não revogação da proposta e a observância das condições fixadas” no caderno de encargos.

Os títulos da papeleira caíam 0,71% para 1,39 euros. O Jornal de Negócios contactou os vários potenciais candidatos à privatização da Portucel, onde se incluem a Cofina, a M-Real e a Sonae, mas não conseguiu obter qualquer confirmação relativamente ao interesse em participar na operação. A Cofina [COFI], cujas acções seguiam estáveis nos 2,54 euros, controla o Jornal de Negócios e o Canal de Negócios.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias