Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa perde mais de 3% e aproxima-se dos 10 mil pontos

A bolsa nacional acentuou as quedas da manhã e segue a perder já mais de 3%, com todos os títulos do índice a negociarem com uma desvalorização acima de 3%, tendo já atingido o nível mais baixo desde Setembro de 2006. O PSI-20 acumula uma perda anual supe

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 13 de Março de 2008 às 14:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional acentuou as quedas da manhã e segue a perder já mais de 3%, com todos os títulos do índice a negociarem com uma desvalorização acima de 3%, tendo já atingido o nível mais baixo desde Setembro de 2006. O PSI-20 acumula uma perda anual superior a 21%, está cada vez mais perto dos 10.000 pontos e acumula uma perda de 22% em 2008.

O principal índice da bolsa nacional [PSI20] cai 3,01% para os 10.180,94 pontos, com 20 títulos em queda. O índice está a negociar em mínimos de 18 meses e cada vez mais próximo desde dos 10 mil pontos. 13 acções caem mais de 3% e todas desvalorizam mais de 1%.

O sentimento negativo da bolsa portuguesa está a ser vivido na maioria das praças europeias, mas ainda assim a praça portuguesa é que mais cai, apesar de nas duas últimas sessões ter encerrado em terreno negativo quando a Europa registou ganhos acentuados.

A maioria dos mercados europeus estão a registar quedas superiores a 2%, devido ao agravamento da crise no mercado do crédito. Nos EUA os índices perdem mais de 1%,

Hoje a Carlyle Capital, filial da "private equity" Carlyle Group, anunciou que está próxima da falência, depois de ter falhado o acordo com os credores da companhia que exigem o pagamento de dívida no valor de 400 milhões de dólares. As acções descem mais de 70% na bolsa de Amesterdão.

Na bolsa portuguesa, os títulos que mais pressionam são os do Banco Comercial Português, que cede 3,01% para 1,775 euros. A banca é a mais penalizada, com o BPI a ceder 3,82% para 3,27 euros e o BES a cair 4,20% para 11,18 euros.

No sector energético a EDP cede 2,74% para 3,73 euros, a Galp Energia recua 3,85% para 15 euros e a REN cai 1,9% para 3,35 euros.

No sector das telecomunicações, a Portugal Telecom cai 1,22% para os 7,665 euros, a Zon Multimédia recua 3,34% para os 7,24 euros e a Sonaecom [snc] desvaloriza 3,34% para os 2,17 euros.

Ainda no grupo Sonae, as acções da Sonae SGPS perdem 5,14% para 1,20 euros, sendo as que estão a sofrer a maior quebra no PSI-20.

No sector da construção, a Mota-Engil recua 4,78% para os 4,38 euros e a Semapa perde 1,77% para os 7,79 euros. Os títulos da Soares da Costa recuam 4,08% para 1,41 euros e a Teixeira Duarte [txde] perde 4,51% para 1,27 euros.

Outras Notícias