Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa sobe à boleia da banca e prepara-se para subir pela quinta semana

A bolsa nacional mantém a tendência de ganhos que tem imperado ao longo desta semana. A subida está a ser impulsionada pelo BCP neste arranque de sessão. No acumulado da semana, o índice ganha quase 5%, preparando-se para encerrar o maior ciclo de ganhos semanais desde Fevereiro de 2014.

A carregar o vídeo ...
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 10 de Abril de 2015 às 08:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • 61
  • ...

O PSI-20 sobe 0,09% para 6.330,39 pontos, com 11 acções em alta, cinco em queda e duas inalteradas. Entre os congéneres europeus a tendência é igualmente de ganhos, com os investidores a continuarem animados e a elevarem as cotadas europeias que ontem atingiram máximos.

 

A bolsa nacional prepara-se para fechar mais uma semana em alta - a quinta consecutiva - o que representa o maior ciclo de ganhos semanais desde Fevereiro de 2014.

 

Na bolsa nacional é o BCP que mais impulsiona nesta altura, ao subir 0,53% para 9,44 cêntimos. O BPI também contribui, ao avançar 0,20% para 1,47 euros, depois de ontem Isabel dos Santos ter proposto a inclusão de um novo ponto na ordem de trabalhos da AG de 29 de Abril. Isabel dos Santos quer que os accionistas se pronunciem já sobre a desblindagem de estatutos, uma condição essencial na OPA do CaixaBank. O objectivo pode passar por acelerar o insucesso da oferta.

 

Já o Banif segue estável nos 0,77 cêntimos. 

 

Do lado oposto está a PT SGPS, ao descer 1,13% para 61 cêntimos, um dia depois da empresa ter convocado os credores para aprovarem os reembolso de obrigações.

 

A Galp Energia, que esteve em grande destaque esta semana devido aos ganhos acentuados, cai 0,34% para 11,89 euros. 

 

Destaque, novamente, para a Portucel, cujas acções já tocaram num novo recorde ao negociarem nos 4,72 euros. As acções da empresa sobem 0,53% para 4,707 euros. A Semapa também está a ganhar 1,58% para 14,15 euros, depois do BESI ter colocado a Semapa na lista das "balas de prata" do segundo trimestre de 2015.

 

A Martifer, que ontem apresentou os seus resultados referentes a 2014, está a perder 5,44% para 40 cêntimos. A empresa revelou que agravou os prejuízos e negoceia reestruturação de dívida com a banca.

 

(Notícia actualizada com mais informação)

Ver comentários
Saber mais PSI-20 bolsa mercados BCP
Outras Notícias