Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional sobe mais de 1,5% impulsionada pela banca

O BES e o BCP destacaram-se na sessão desta quarta-feira, com subidas superiores a 14% e 8%, respectivamente. Lisboa liderou os ganhos entre as praças europeias.

A carregar o vídeo ...
Rita Faria afaria@negocios.pt 23 de Julho de 2014 às 16:50
  • Partilhar artigo
  • 33
  • ...

A bolsa nacional encerrou esta quarta-feira, 23 de Julho, em terreno positivo pela terceira sessão consecutiva, com o PSI-20 a avançar 1,65% para 6.377,43 pontos. Depois da expulsão do ESFG, anunciada na segunda-feira depois do fecho do mercado, o índice português conta agora com 19 cotadas. Dessas 19, 13 encerraram em alta, cinco em queda e uma inalterada.

 

A praça lisboeta foi a que registou ganhos mais acentuados entre as congéneres europeias, que registaram valorizações inferiores a 0,3%. O índice de referência para a Europa, o Stoxx600 ganhou 0,1%.

 

Por cá, a impulsionar a bolsa de Lisboa esteve o sector financeiro, com destaque para o BES, que valorizou 14,35% para 0,478 euros. Depois da Espírito Santo International (ESI), ontem foi a vez da Rioforte, detida em 100% pela ESI, anunciar que pediu acesso ao regime de gestão controlada no Luxemburgo devido a "dificuldades substanciais" ocorridas com o accionista.

 

Com ganhos acentuados encerrou igualmente o BCP, a valorizar 8,76% para 0,113 euros, depois de, ontem, ter concluído o aumento de capital de 2.250 milhões de euros, numa operação que contou com uma procura acima da oferta.

 

Os analistas consideram que o resultado desta operação é "uma vitória inegável" para o banco. "A colocação bem-sucedida de mais um aumento de capital do BCP, num período de fortes quedas no PSI-20 e de aversão ao risco na Europa, é uma vitória inegável", afirmou o gestor da XTB Portugal, Steven Santos.

 

O Banco BPI, que esta tarde revela os resultados semestrais, subiu 2,81% para 1,465 euros.

 

Ainda na banca, o Banif valorizou 3,45% para 0,009 euros. 

 

A contribuir para o desempenho positivo do PSI-20 estiveram também o sector da construção e do retalho. Na construção, a Mota-Engil somou 3,03% para 4,789 euros enquanto a Teixeira Duarte apreciou 2,13% para 0,814 euros. No retalho, destacou-se a Sonae pela positiva com um ganho de 2,81% para 1,169 euros enquanto a Jerónimo Martins subiu 0,48% para 11,60 euros.

 

 

Dando seguimento aos ganhos da sessão de ontem, os CTT valorizaram 2,05% para 7,48 euros.

 

Também o sector da energia encerrou positivo, com excepção da EDP Renováveis, que perdeu 0,86% para 5,562 euros. A Galp Energia valorizou 0,58% para 13,025 euros, a REN apreciou 0,38% para 2,618 euros e a EDP ganhou 0,28% para 3,527 euros.

 

Nas telecomunicações, a Portugal Telecom perdeu 2,37% para 1,768 euros enquanto a Nos encerrou inalterada em 4,47 euros.  

 

(Notícia actualizada às 16h58 com mais cotações)

Ver comentários
Saber mais Europa Lisboa BES bolsa mercado e câmbios BCP banca Banco BPI
Outras Notícias