Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa sobe quase 1,5% impulsionada pela banca

O BPI disparou mais de 27% e arrastou o BCP e o Banif, que terminaram o dia com ganhos acentuados. Estes comportamentos permitiram à bolsa nacional fechar com uma subida de quase 1,5%, destacando-se entre os principais índices europeus.

Bloomberg
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 17 de Fevereiro de 2015 às 16:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • 58
  • ...

O PSI-20 subiu 1,48% para 5.415,95 pontos, com 12 acções em alta e seis em queda. Entre os congéneres europeus a tendência não é definida, com alguns índices em queda e outros em alta. O Stoxx 600, que agrega as 600 maiores cotadas europeias, segue a cair 0,01%. Do lado oposto à bolsa nacional esteve o índice grego, que perdeu quase 4%, penalizado pelos receios dos investidores em torno do futuro de Atenas depois das negociações com o Eurogrupo terem falhado.

 

Em grande destaque esteve esta terça-feira o BPI, cujas acções dispararam 27,04% para 1,325 euros, depois de o CaixaBank, que detém 44% do capital do banco liderado por Fernando Ulrich, ter lançado uma oferta pública de aquisição (OPA) sobre o capital do BPI. O CaixaBank oferece 1,329 euros por cada acção. O CaixaBank já afirmou que quer manter a marca BPI, bem como a cotada. Os analistas estão confiantes de que a OPA vai ter sucesso, com o prémio a ser superior à média.

 

O resto da banca foi à boleia. O BCP subiu 6,93% para 7,87 cêntimos e o Banif avançou 3,45% para 0,06 cêntimos.

 

A contribuir para este comportamento esteve também o sector do retalho, com a Jerónimo Martins a apreciar 0,40% para 9,85 euros e a Sonae SGPS a valorizar 0,74% para 1,228 euros.

 

Na energia, a EDP cresceu 1,68% para 3,268 euros e a EDP Renováveis apreciou 0,30% para 6,00 euros. Já a Galp caiu 0,53% para 10,37 euros, num dia em que os preços do petróleo regressam às quedas.

 

(Notícia actualizada às 17h com mais informação) 

Ver comentários
Saber mais bolsa PSI-20 BPI BCP Banif Grécia
Outras Notícias