Bolsa Bolsas dos EUA "mornas" no arranque da semana com todos os olhos postos na Fed

Bolsas dos EUA "mornas" no arranque da semana com todos os olhos postos na Fed

As bolsas norte-americanas arrancaram a semana pouco alteradas com o mercado a aguardar pela reunião da Reserva Federal esta quarta-feira.
Bolsas dos EUA "mornas" no arranque da semana com todos os olhos postos na Fed
Reuters
Rita Faria 17 de junho de 2019 às 14:44
Os principais índices norte-americanos abriram pouco alterados esta segunda-feira, 17 de junho, depois de duas semanas consecutivas de ganhos, com os investidores já focados na reunião da Reserva Federal dos Estados Unidos que se realiza esta semana.

O índice industrial Dow Jones desce 0,07% para 26.089,61 pontos enquanto o tecnológico Nasdaq sobe 0,22% para 7.814,14 pontos. Já o S&P500 valoriza ligeiros 0,02% para 2.887,44 pontos.

O S&P500 já sobe quase 5% em junho, impulsionado pelas expectativas de que o banco central vai reverter a normalização da política monetária com um corte dos juros, de forma a minimizar o impacto do abrandamento global e da guerra comercial entre os Estados Unidos e a China.

Ainda que não se antecipe que esse anúncio chegue já na reunião desta semana, os analistas esperam ver que um número crescente de membros da Fed está aberto a uma descida nos próximos meses.

"O foco está na mensagem da Fed na reunião desta semana", refere Scott Brown, economista-chefe da Raymond James, na Flórida, citado pela Reuters. "Jerome Powell tem de ser muito cuidadoso em relação ao que vai dizer, e a forma como vai enquadrá-lo, porque não é desejável que o mercado entre em pânico" caso a Fed sinalize que não tomará essa decisão em breve, acrescenta o responsável.

Na reunião desta semana, que termina na quarta-feira, o banco central deverá manter os juros inalterados, mas as palavras de Jerome Powell, após o anúncio das decisões, serão acompanhadas com muita atenção pelo mercado. O comunicado será revelado às 19 horas de Lisboa, e a conferência de Powell realiza-se logo de seguida.

No horizonte dos investidores está ainda a reunião do G-20 que se realiza no final deste mês em Osaka, no Japão, e que tem gerado expectativas de progressos na resolução da guerra comercial sino-americana. Contudo, o Secretário do Comércio Wilbur Ross já garantiu que o encontro não deverá resultar num acordo, e que o G-20 não é o fórum adequado para se realizarem progressos a esse nível.

Em destaque na sessão de hoje está Array Biopharma, a disparar 57,08% para 46,48 dólares, depois de ter sido noticiado que a Pfizer vai comprar a empresa por 10,64 mil milhões de dólares.

A Western Digital Corp desce 1,54% para 35,77 dólares e a Seagate Technology cai 1,76% para 43,51 dólares, depois de a Susquehanna ter cortado o preço-alvo para as ações das duas empresas.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI