Bolsa Bolsas dos EUA preparam-se para a melhor semana desde 2011

Bolsas dos EUA preparam-se para a melhor semana desde 2011

Depois de uma semana negra, veio a bonança. As bolsas dos EUA voltaram a subir mais de 1% e preparam-se para registar a melhor semana desde 2011.
Bolsas dos EUA preparam-se para a melhor semana desde 2011
Reuters
Sara Antunes 15 de fevereiro de 2018 às 21:54

O Dow Jones subiu 1,23% para 25.200,37 pontos, já o Nasdaq apreciou 1,58% para 7.256,43 pontos e o S&P500 ganhou 1,21% para 2.7361,20 pontos.

 

Esta foi a quinta sessão consecutiva de ganhos nas bolsas americanas, que se preparam, segundo a Bloomberg, para registar a melhor semana desde 2011. As bolsas estão assim a recuperar das quedas acentuadas registadas em Janeiro, depois de o "papão" da inflação ter assustado os investidores, essencialmente porque se especulou que a Reserva Federal (Fed) dos EUA iria acelerar o ritmo de subidas de juros no país.

 

Os ânimos acalmaram-se, sobretudo porque foram divulgados outros dados que apontam para que a pressão sobre a inflação não seja assim tão grande.

 

A contribuir para a subida desta quinta-feira, 15 de Fevereiro, estiveram as acções da Apple, que apreciaram 3,36% para 172,99 dólares, depois de ter sido divulgado que a Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, aumentou a sua posição na fabricante do iPhone em 23,3% para 165,3 milhões de acções. Já a IBM foi preterida, tendo a Berkshire reduzido a sua posição em 32%. Ainda assim as acções da IBM subiram quase 1%.

 

Em destaque estiveram as acções da Boeing, ao subirem mais de 3%, depois de o presidente executivo ter dito à CNBC que as conversações com a Embraer estão a registar progressos positivos.

 




pub