Bolsa Bolsas dos EUA regressam aos fortes ganhos

Bolsas dos EUA regressam aos fortes ganhos

As bolsas americanas terminaram o dia a subir mais de 1%, regressando a terreno positivo no acumulado do ano. A contribuir para esta subida expressiva estiveram dados que atenuaram os receios em torno de um acelerar do aumento de taxas de juros nos EUA.
Bolsas dos EUA regressam aos fortes ganhos
EPA
Sara Antunes 14 de fevereiro de 2018 às 21:25

O Dow subiu 1,03% para 24.893,49 pontos, o Nasdaq avançou 1,86% para 7.143,617 pontos e o S&P500 cresceu 1,34% para 2.698,66 pontos.

 

As bolsas dos EUA fecharam assim a registar subidas acentuadas, regressando aos ganhos desde o início do ano, depois de terem afundado mais de 10% desde Janeiro, quando atingiram máximos históricos.

 

Os investidores estão a digerir os dados económicos divulgados esta quarta-feira, 14 de Fevereiro. Se por um lado a inflação aumentou mais do que o esperado, por outro as vendas a retalho caíram mais do que estava a ser antecipado.

 

Este último indicador acabou por baixar as expectativas em torno de um acelerar do aumento de taxas de juro nos EUA, tendo sido este o motivo para as fortes quedas recentes.

 

Os próximos tempos prometem assim ser quentes, já que os investidores vão tentar antecipar os próximos passos da Reserva Federal (Fed) dos EUA, liderada por Jerome Powell.

 

Na sessão de hoje os ganhos foram generalizados. Com a Alcoa e a Caterpilar, empresas mais expostas à evolução da economia, a subirem mais de 2,5%.

 

Na banca, o dia também foi de ganhos expressivos, com o Citi, o Bank of America, o JPMorgan e o Goldman Sachs a apreciaram mais de 2%.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
pub