Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas americanas caem à espera de subida de juros da Fed (act.)

As principais praças norte-americanas iniciaram a sessão a recuar, com os investidores a aguardarem a decisão da Reserva Federal norte-americana e o discurso de Alan Greenspan acerca da continuação, ou não, da subida das taxas de juros no país. O Dow Jone

Paulo Moutinho 13 de Dezembro de 2005 às 15:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As principais praças norte-americanas iniciaram a sessão a recuar, com os investidores a aguardarem a decisão da Reserva Federal norte-americana e o discurso de Alan Greenspan acerca da continuação, ou não, da subida das taxas de juros no país. O Dow Jones a recuava 0,04% e o Nasdaq caía 0,19%.

Para o final do dia esta agendada a reunião da Fed, onde Greenspan deverá anunciar a subida das taxas de juro de referência em 25 pontos base, para os 4,25%, naquele que deverá ser o décimo terceiro aumento consecutivo do preço do dinheiro.

A grande expectativa do mercado este centrada no discurso que o presidente da Reserva Federal deverá proferir. Greenspan poderá modificar o seu discurso e indicar que o ciclo de subidas consecutivas nos juros deverá ter chegado ao fim.

O Dow Jones seguia praticamente inalterado, a recuar 0,03% para os 10.763,05 pontos e o Nasdaq caía 0,10% para os 2.256,61 pontos.

A pressionar os índices está o dado económico revelado hoje pelo Departamento do Comércio. As vendas a retalho nos Estados Unidos aumentaram 0,3% em Novembro, mas excluindo a venda de automóveis, recuaram 0,3%.

As acções da Best Buy, o maior retalhista norte-americano de produtos electrónicos, caíam 9,71% para os 45 dólares, com a empresa a indicar uma perspectiva de lucros para o ano fiscal que termina em Fevereiro, abaixo das estimativas dos analistas da Thomson Financial.

A petrolífera ConocoPhilips, que acordou hoje a compra da Burlington por 35,6 mil milhões de dólares, desvalorizava 4,07% para os 58,76 dólares. Em sentido inverso seguia a Burlington que ganhava 4,69% para os 86,37 dólares.

A Lehman Brothers descia 1,47% para os 126,28 dólares, apesar de ter anunciado que os resultados líquidos atingiram os 823 milhões de dólares no quarto trimestre fiscal deste ano, o que representa um crescimento de 41% face ao período homólogo.

A HP e a General Motors contribuíam para a queda do índice com descidas de 3,30% e 3,08% para os 28,98 dólares e 22,34 dólares, respectivamente.

Outras Notícias