Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas chinesas acumulam queda de 10% desde o início dos Jogos Olímpicos de Pequim

As bolsas chinesas estão em queda desde quinta-feira, véspera do início do Jogos Olímpicos. Os índices CSI 300 e Shangai acumulam uma desvalorização de cerca de 10%, nas últimas três sessões, e negoceiam em mínimos de, pelo menos, 52 semanas.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 12 de Agosto de 2008 às 13:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
As bolsas chinesas estão em queda desde quinta-feira, véspera do início do Jogos Olímpicos. Os índices CSI 300 e Shangai acumulam uma desvalorização de cerca de 10%, nas últimas três sessões, e negoceiam em mínimos de, pelo menos, 52 semanas.

Esta queda é explicada por dados económicos pouco favoráveis para o país mas também pela queda das acções de sectores que estão a ser penalizados pelos Jogos Olímpicos, como é o caso, do sector aéreo.

As medidas de segurança impostos pelo país durante os Jogos Olímpicos estão a provocar uma redução no tráfego aéreo e a penalizar os títulos da companhias aéreas. A Air China e a China Eastern Airlines caíram hoje, respectivamente, 9,97% e 10,66% para o nível mais baixo das últimas 17 semanas.

Os títulos da Air China estão em queda desde 31 de Julho e acumulam um prejuízo superior a 18%. Já as acções da China Eastern Airlines recuam desde dia 4 de Agosto e somam uma desvalorização de 31%.

“O tráfego das companhias aéreas caíram significativamente devido aos Jogos Olímpicos. O Governo [chinês] pediu às companhias que restrinjam as viagens por questões de segurança”, explicou um analista da Everbright Securuties, em declarações à agência Bloomberg.

Bolsas chinesas recuam cerca de 10%

Desde que começaram os Jogos Olímpicos de Pequim, as bolsas chinesas já caíram cerca de 10%. Na sessão de hoje, o índice CSI China chegou a cair mais 1%, após uma queda superior a 5% na sessão de ontem, e atingiu o nível mais baixo Fevereiro de 2007.

O índice Shanghai também perdeu mais de 5% no dia de ontem e hoje encerrou no nível mais baixo desde Dezembro de 2006.

Ontem foi conhecido que os preços no produtor avançaram ao ritmo mais elevado desde 1996. Entretanto, a moeda chinesa caiu para o nível mais baixo das últimas sete semanas, após ser conhecido que o índice de preços no consumidor cresceu ao ritmo mais lento em 10 meses.
Ver comentários
Outras Notícias