Bolsa Bolsas dos EUA acompanham pessimismo da Europa e caem pela terceira sessão

Bolsas dos EUA acompanham pessimismo da Europa e caem pela terceira sessão

Os índices norte-americanos negoceiam no vermelho pela terceira sessão consecutiva, acompanhando o pessimismo que marca a negociação das bolsas europeias.
Bolsas dos EUA acompanham pessimismo da Europa e caem pela terceira sessão
Reuters
Rita Faria 27 de setembro de 2016 às 14:40

Os principais índices norte-americanos abriram em queda esta terça-feira, 27 de Setembro, pela terceira sessão consecutiva, acompanhando o pessimismo que marca a negociação na Europa.

O índice industrial Dow Jones desce 0,23% para 18.053,33 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq recua 0,07% para 5.253,80 pontos. Já o S&P500 desvaloriza 0,2% para 2.142,10 pontos. 

No Velho Continente, as bolsas chegaram a negociar em alta esta manhã, com o mercado a dar a vitória à candidata democrata Hillary Clinton no debate televisivo em que enfrentou o seu adversário na corrida à Casa Branca, Donald Trump.

No entanto, o desempenho da banca e do sector automóvel na Europa acabou por inverter o rumo dos mercados.

O Commerzbank desce quase 3% depois de ter sido noticiado pelo jornal alemão Handelsblatt que a instituição está a preparar a suspensão do pagamento de dividendos aos seus accionistas, além de estar a preparar a eliminação de 9.000 postos de trabalho.

Já o Deutsche Bank prolonga a tendência negativa da sessão de ontem, numa altura em que os níveis de capital da instituição estão a alimentar receios entre os investidores.

A pressionar estão ainda as empresas do sector da energia, numa altura em que o petróleo está a descer mais de 2% nos mercados internacionais, depois de o ministro do Petróleo do Irão ter minimizado as perspectivas de um acordo entre os membros da OPEP para estabilizar a produção, na reunião agendada para esta quarta-feira em Argel.

"Não está na nossa agenda chegar a um acordo nestes dois dias", afirmou Zanganeh. "Estamos aqui para o Fórum Internacional de Energia para ter uma reunião informal de consulta entre os membros da OPEP para trocar pontos de vista. Nada mais".

Com a aproximação das eleições de 8 de Novembro, os investidores também estão atentos à divulgação de indicadores económicos nos Estados Unidos.

Esta terça-feira, foi divulgado que os preços das casas em 20 cidades dos Estados Unidos subiram 5% em Julho, face ao mesmo mês do ano passado, depois de um avanço de 5,1% em Junho.

Para hoje, ainda está agendada a divulgação dos dados sobre a actividade dos serviços e a confiança dos consumidores. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI