Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas dos EUA caem após declarações de Draghi

O programa de estímulos do BCE desapontou os investidores, que estão a pressionar os principais índices bolsistas dos EUA. A travar a queda dos índices estão os dados do mercado de trabalho americano.

Reuters
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 02 de Outubro de 2014 às 14:36

O Dow Jones segue a perder 0,03% para 16.799,10 pontos e o S&P500 cai 0,02% para 1.945,78 pontos. Já o Nasdaq consegue contrariar a tendência e sobe 0,18% para 4.430,09 pontos.

 

Mario Draghi anunciou que o banco central irá iniciar a compra de dívida titularizada já este mês ao abrigo de dois programas de compra de dois títulos: um focado em obrigações sobre hipotecas e obrigações sobre crédito bancário ao sector público ("covered bonds") e outro centrado em dívida titularizada conhecia por "asset backed securities (ABS)" com créditos a empresas como activos subjacentes.

 

As explicações de Mario Draghi, durante a conferência de imprensa, não convenceram os investidores, que estão a reflectir nas bolsas o desânimo. 

 

A travar a queda das bolsas estão os dados do desemprego nos EUA. O número de pessoas a pedir o acesso ao subsídio de desemprego caiu, inesperadamente, na semana passada em oito mil para um total de 287 mil. Os economistas consultados pela Bloomberg estimavam que o número total ascende a 297 mil.

 

As acções da Tesla sobem mais de 4% para 249,86 dólares, depois de o presidente executivo, Elon Musk, ter publicado a seguinte mensagem no Twitter: "Está na altura de revelar o D e algo mais", tendo publicado ainda uma fotografia da porta de uma garagem em que se consegue apenas que há um carro lá dentro.

 

(Notícia actualizada às 14h53 com mais informação)

Ver comentários
Saber mais Bolsas dos EUA Wall Street Dow Jones Nasdaq S&P500
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio