Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas dos EUA encerram a cair (act.)

As bolsas norte-americanas encerraram hoje a cair, com os investidores a considerarem que a força do mercado de trabalho norte-americano não justifica maiores subidas do que as registadas desde o início do ano. O Dow Jones caiu 0,48% e o Nasdaq regrediu 0

Isabel Aveiro ia@negocios.pt 07 de Novembro de 2003 às 22:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas norte-americanas encerraram hoje a cair, com os investidores a considerarem que a força do mercado de trabalho norte-americano não justifica maiores subidas do que as registadas desde o início do ano. O Dow Jones caiu 0,48% e o Nasdaq regrediu 0,28%.

O Dow Jones [INDU] fechou nos 9.809,86 pontos, enquanto o Nasdaq [CCMP] encerrou nos 1.970,74 pontos.

A economia norte-americana ganhou 126 mil postos de trabalho em Outubro, aumentando pelo terceiro mês consecutivo, tendo a taxa de desemprego caído para 6%, anunciou o departamento de Trabalho dos EUA.

O aumento verificado no número de empregados nos EUA foi quase o dobro do previsto, já que os economistas consultados pela Bloomberg aguardavam uma subida de 65 mil postos de trabalho no período em análise.

Já os inventários das empresas grossistas nos Estados Unidos da América aumentaram 0,4% em Setembro, na primeira subida dos últimos seis meses, com as empresas a reporem os seus «stocks» para satisfazerem o aumento da procura.

A Cisco Systems [CSCO UQ] foi uma das principais responsáveis pela queda do Nasdaq, depois de ter valorizado 6,12% nas duas sessões anteriores, ainda na sequência de resultados acima do esperado.

Alguns analistas afirmaram que, apesar da maior fabricante mundial de equipamentos para servidores ter superado as estimativas, o presidente executivo, John Chambers, considera que a retoma no sector ainda «é frágil. As suas acções recuaram 2,46%.

A queda acabou por empurrar o sector tecnológico, com a Intel [INTC UQ] a cair 0,91%, a Microsoft [MSFT UQ] a regredir 0,50% e a Oracle [ORCL UQ] a deslizar 2,13%.

A fabricante de «chips» de computadores Nvidia aumentou 19,58% depois de ter anunciado que as vendas no terceiro trimestre aumentaram 13%.

A maior cadeia mundial de comida rápida, a McDonald’s, avançou 0,12%, depois ter anunciado que as suas vendas de Outubro aumentaram 15%, a maior subida em cinco anos.

O grupo tabaqueiro Altria [MO UN], avançou 4,67% depois de um analista da Merrill Lynch ter apontado as acções da companhia como uma das favoritas da casa de investimento.

O american depositary receipt (ADR) da Portugal Telecom (PT) [PTC] avançou 1,57% para 8,42 dólares (7,31 euros), enquanto em Lisboa as acções da operadora de telecomunicações avançavam 1,81%, para 7,33 euros.

O ADR da Electricidade de Portugal (EDP) [EDP] subiu 2,57% para 23,12 dólares (20,07 euros), enquanto em Lisboa a empresa viu os seus títulos encerrarem nos dois euros, a subir 2,56%. Cada ADR equivale a 10 acções da eléctrica nacional.

Mais lidas
Outras Notícias