Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas dos EUA sobem mais de 1% impulsionadas pelo sector financeiro

As praças norte-americanas seguiam a valorizar mais de 1% impulsionadas pelos anúncios de aumento de capital da Lehman Brothers e do europeu UBS que aumentaram a especulação de que as empresas financeiras vão controlar os prejuízos de crédito. O Dow Jones

Lara Rosa lararosa@negocios.pt 01 de Abril de 2008 às 15:19
  • Partilhar artigo
  • ...

As praças norte-americanas seguiam a valorizar mais de 1% impulsionadas pelos anúncios de aumento de capital da Lehman Brothers e do europeu UBS que aumentaram a especulação de que as empresas financeiras vão controlar os prejuízos de crédito. O Dow Jones valorizava 1,21% e o Nasdaq ganhava 1,20%.

O índice Dow Jones [indu] seguia a negociar nos 12.411,40 pontos enquanto que o tecnológico Nasdaq [ccmp] negociava nos 2.312,04.

A Lehman Brothers, a quarta maior casa de investimento dos EUA, vendeu 4 mil milhões de dólares (2,53 mil milhões de euros) em acções preferenciais, de forma a travar a especulação de que não tem capital suficiente, numa altura em que as empresas se preparam para proceder a mais amortizações decorrentes dos créditos hipotecários.

Já a UBS, a maior gestora monetária do mundo, anunciou que vai aumentar o seu capital em cerca de 15 mil milhões de dólares (9,5 mil milhões de euros), o que pode assinalar um ponto de viragem.

"Podemos imaginar que o pior pode estar atrás de nós", referiu Nathalie Pelras, gestora de fundos no Richelieu Finance, citada pela agência Bloomberg. "O aumento de capital do UBS é garantido, logo não há preocupações financeiras. Isto permite aos investidores ver o copo meio cheio", sublinhou a mesma responsável.

Apesar da venda de acções a Lehman Brothers seguia a perder 0,61% para os 37,64.

O Citigroup subia 7,14% para 22,95 dólares e a JP Morgan avançava 4,70% para 44,97 dólares.

Ver comentários
Outras Notícias