Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas europeias avançam com optimismo que perdas com “subprime” estejam perto do fim

As bolsas europeias seguiam a negociar em alta, recuperando das quedas da sessão de ontem, animadas pela especulação dos investidores de que o final das perdas relacionadas com a crise do mercado de crédito imobiliário de alto-risco possam estar perto do

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 01 de Abril de 2008 às 11:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas europeias seguiam a negociar em alta, recuperando das quedas da sessão de ontem, animadas pela especulação dos investidores de que o final das perdas relacionadas com a crise do mercado de crédito imobiliário de alto-risco possam estar perto do fim para as instituições financeiras.

O UBS liderava os ganhos do sector ao subir 7,14% depois de ter chegado a avançar 10,40%, a beneficiar da especulação de que os 19 mil milhões de dólares de perdas adicionais e o aumento de capital que será obrigado a realizar pode assinalar um ponto de viragem. Esta notícia não está a ser encarada negativamente, com o mercado a considerar que já estava "incorporada".

Também a Unilever subia 2,26% para os 21,75 euros, após o Deutsche Bank ter revisto em alta a recomendação para as acções da empresa de "manter" para "comprar".

O índice pan-europeu Dow Jones Stoxx 600 subia 1,2% recuperando do seu pior primeiro trimestre desde 1987.

"Podemos imaginar que o pior pode estar atrás de nós", referiu Nathalie Pelras, gestora de fundo no Richelieu Finance, citada pela agência Bloomberg. " O aumento de capital do UBS é garantido, logo não há preocupações financeiras. Isto permite aos investidores ver o copo meio cheio", sublinhou a mesma responsável.

Em Madrid, o IBEX [IBEX] somava 0,85% para os 13.381,80 pontos, animado pelos ganhos do BBVA e da Inditex que somavam 2,01% e 6,68%, respectivamente. Do lado oposto, a Repsol recua 0,23% para os 21,81 euros.

O Footsie londrino valorizava 0,78% para os 5.746,30 pontos a beneficiar dos ganhos da Glaxosmithkline que apreciava 2,53% e da Astrazeneca que ganhava 5,15%.

Em Paris, o sector financeiro favorecia o ganho de 1,27% para os 4.766,97 pontos do CAC [CAC]. O BNP Paribas subia 4,01% para os 66,45 euros, enquanto o Société Générale ganhava 4,82% para os 65,01 euros.

O DAX [DAX] ganhava 1,42% para os 6.628,01 pontos, com a Siemens a apreciar 1,52% para os 70,24 euros e a Allianz a somar 1,83% para os 128,08 euros.

Em Amesterdão, o AEX [AEX] avançava 0,91% para os 446,45 pontos suportada nos ganhos do ING que apreciava 2,53% para os 24,32 euros e da Unilever.

Ver comentários
Outras Notícias