Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas europeias encerram em queda

As principais bolsas europeias encerraram em queda pressionadas pelas expectativas de que as empresas financeiras vão registar mais prejuízos. O índice pan-europeu Stoxx50, que engloba as 20 maiores empresas europeias, encerrou a perder 0,44% para os 2.97635 pontos.

Negócios negocios@negocios.pt 19 de Junho de 2008 às 18:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
As principais bolsas europeias encerraram em queda pressionadas pelas expectativas de que as empresas financeiras vão registar mais prejuízos. O índice pan-europeu Stoxx50, que engloba as 20 maiores empresas europeias, encerrou a perder 0,44% para os 2.97635 pontos.

Em Amesterdão o índice AEX foi o mais penalizado entre as principais praças europeias ao tocar nos 0,86% para os 446,68 pontos seguido do Footsie inglês que desvalorizou 0,84% para os 5.708,40 pontos.

O CAC40 perdeu 0,59% para os 4.591,39 pontos, o espanhol IBEX encerrou a sessão nos 12.585 pontos ao cair 0,37% e o DAX alemão foi o índice menos penalizado ao desvalorizar 0,12% para os 6.721,17 pontos.

A Goldman Sachs anunciou que deverão ocorrer mais amortizações entre as instituições financeiras europeias o que fez com que o pessimismo entre os investidores do Velho Continente aumentasse.

A UBS, o maior banco suíço, desvalorizou 3,71% para os 23,86 francos suíços e o Deutsche Bank perdeu 0,91% para os 60,65 euros. Também o HBOS caiu 6,90% para os 296,75 pence depois do banco ter anunciado que o crédito mal parado aumentou.

A Stora Enso, que ontem revelou que os resultados operacionais do segundo trimestre vão cair 50% dado o aumento dos custos com as matérias-primas, perdeu 6,14% para os 6,11 euros depois da Merrill Lynch ter recomendado vender as acções da segunda maior empresa de papel do mundo.

"Não é muito bom” afirmou Espen Furnes da Storebrand Asset Management, citado pela Bloomberg, comentando o desempenho dos índices europeus. Furnes acrescentou que este cenário “mostra que o sentimento continua a piorar”.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias