Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas norte-americanas encerram a subir

As bolsas norte-americanas encerraram hoje a valorizar, com as acções de telecomunicações a travar as perdas infligidas pelas companhias farmacêuticas, hoje a mais penalizadas. O Dow Jones encerrou a subir 0,09% e o Nasdaq a valorizar 0,64%.

Isabel Aveiro ia@negocios.pt 21 de Novembro de 2003 às 21:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas norte-americanas encerraram hoje a valorizar, com as acções de telecomunicações a travar as perdas infligidas pelas companhias farmacêuticas, hoje a mais penalizadas. O Dow Jones encerrou a subir 0,09% e o Nasdaq a valorizar 0,64%.

O Dow Jones [INDU] fechou nos 9.628,53 pontos, enquanto o Nasdaq [CCMP] encerrou nos 1.893,88 pontos.

O sector mais penalizado nas praças norte-americanas voltou a ser o da saúde, com a companhia Merck a liderar as perdas do índice industrial e a «arrastar», como ontem, as suas congéneres farmacêuticas.

A Merck acabou a sessão a cair 6,53%, depois de ter anunciado que desistiu de tentar desenvolver um tratamento experimental para doentes diabéticos, na sequência do aparecimento de tumores em cobaias laboratoriais. Na semana passada, a Merck tinha já adiantado que iria parar o desenvolvimento de um fármaco para combater a depressão.

Influenciadas, as congéneres Pfizer e Johnson & Johnson, respectivamente primeira e quarta maiores farmacêuticas mundiais, caíram 1,78% e 1,28%, depois de já ontem terem terminado a sessão em terreno negativo.

Também a Biovail, farmacêutica canadiana, sofreu uma quebra de 18,95%, mas desta feita causada pela notícia que a Securities and Exchange Comission (SEC) iniciou um inquérito informal nos relatórios contabilísticos e financeiros da companhia.

Noutro sector, mas também em queda, a FedEx, maior companhia de correio expresso do mundo, caiu 5,31%. Um analista do Credit Suisse First Boston reduziu o «rating» da companhia, uma vez que considerou que o crescimento das receitas e lucros da mesma poderão ser prejudicados pela concorrência da United Parcel Services.

Já a líder no fabrico de semicondutores Intel avançou 1,54% depois da Smith Barney ter aumentado a previsão de lucros por acção de dois cêntimos para 30 cêntimos de dólar, após uma conferência ontem ocorrida entre administração da companhia e analistas.

A operadora de telecomunicações AT&T avançou 4,45%, sustentando as subidas do Dow Jones, depois de anunciar que vai processar a leiloeira «online» EBay.

O american depositary receipt (ADR) da Portugal Telecom (PT) [PTC] avançou 0,11% para 8,93 dólares (7,49 euros), enquanto em Lisboa as acções da operadora de telecomunicações caíram 0,53%, para 7,50 euros.

O ADR da Electricidade de Portugal (EDP) [EDP] caiu 1,23% para 24,10 dólares (20,22 euros), enquanto em Lisboa a empresa viu os seus títulos encerrarem nos 2,01 euros, a recuar 0,50%. Cada ADR equivale a 10 acções da eléctrica nacional.

Mais lidas
Outras Notícias