A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas nos EUA negoceiam mistas com petróleo em novos máximos

As praças norte-americanas seguiam a negociar mistas, com o entusiasmo sobre os resultados apresentados por empresas como a Apple e a Intel e a ser afectado pelos novos máximos atingidos hoje pelo petróleo nos mercados internacionais. O Dow Jones avançava

Paulo Moutinho 20 de Abril de 2006 às 15:21
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As praças norte-americanas seguiam a negociar mistas, com o entusiasmo sobre os resultados apresentados por empresas como a Apple e a Intel e a ser afectado pelos novos máximos atingidos hoje pelo petróleo nos mercados internacionais. O Dow Jones avançava 0,27% e o Nasdaq seguia a recuar 0,30%.

O índice compósito Nasdaq descia para os 2.363,85 pontos e o Dow Jones avançava para os 11.309,15 pontos.

Os resultados do primeiro trimestre, anunciados ontem após o fecho do mercado, de empresas como a Intel e a Apple, juntamente com a especulação acerca do fim do ciclo de subidas nas taxas de juro dos EUA, animavam os mercados norte-americanos.

No entanto, os novos máximos atingidos durante a sessão de hoje pelo petróleo em Londres e em Nova Iorque, impedia maiores ganhos, com o mercado a recear que o aumento dos gastos com a energia venha a reduzir os lucros das empresas.

Em bolsa, a Apple, que apresentou resultados líquidos de 410 milhões de dólares no primeiro trimestre, mais 41% que os 290 milhões registados em período homólogo, seguia a valorizar 5,82% para os 69,47 dólares.

A Intel, que também anunciou ontem os seus resultados, seguia a apreciar 0,26% para os 19,60 dólares. A maior fabricante de «chips» de computadores do mundo, que continua a perder quota de mercado para a rival AMD, registou no primeiro trimestre uma quebra de 38% nos lucros para os 1,35 mil milhões de dólares, dos 2,18 mil milhões verificados em período homólogo, um valor que já era esperados pelos analistas.

O Ebay perdia 7,29% para os 37,41 dólares, depois de ter anunciado que os lucros referentes ao primeiro trimestre recuaram 3,1% para os 248,3 milhões de dólares, dos 256,3 milhões de dólares verificados no mesmo período do ano anterior.

Mais lidas
Outras Notícias