Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BPI e Portucel impedem bolsa de acompanhar dimensão de perdas na Europa

A bolsa nacional encerrou com uma perda inferior à das principais praças europeias, com o BPI e a Portucel a registarem ganhos acentuados. O PSI-20 desceu 0,36% pressionado pela Brisa e a Energias de Portugal.

Maria João Soares mjsoares@negocios.pt 04 de Dezembro de 2007 às 17:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional encerrou com uma perda inferior à das principais praças europeias, com o BPI e a Portucel a registarem ganhos acentuados. O PSI-20 desceu 0,36% pressionado pela Brisa e a Energias de Portugal.

O PSI-20 encerrou a cotar nos 13.156,42 pontos com 6 acções a subir, 11 a descer e 3 inalteradas.

A Brisa [brisa] foi a empresa que mais pressionou o índice principal com uma desvalorização de 1,54% para 10,25 euros.

A EDP [edp] perdeu 0,64% para 4,68 euros.

A impedir uma queda maior do PSI-20 estiveram os títulos do BPI e da Portucel. O BPI [bpin] avançou 1,09% para 5,55 euros e a Portucel [ptcl] fechou em alta de 2,45%, para 2,51 euros.

A Portucel [ptcl] anunciou ontem que vai pagar um dividendo antecipado de 7 cêntimos a partir de 18 de Dezembro, uma notícia que o BPI considera positiva, pois sinaliza que a empresa vai remunerar os seus accionistas, com os resultados deste ano, de forma mais generosa do que o previsto.

O BCP [bcp] terminou inalterado nos 3,02 euros no dia em que Jorge Jardim Gonçalves anunciou ao Conselho Geral e de Supervisão (CGS) a sua renúncia a todos os mandatos no maior banco privado de Portugal, segundo noticiou a Reuters citando fonte financeira próxima do processo.

O Banco Espírito Santo [besnn] recuou 0,4% para os 15,81 euros e a Galp Energia [galp pl] perdeu 0,53% para os 15,04 euros. A petrolífera portuguesa encerrou a sessão de ontem a ganhar mais de 2%, depois de ter anunciado uma nova descoberta de petróleo em Angola e da Morgan Stanley ter revisto em alta o preço alvo da empresa para os 18 euros.

A Sonae SGPS [son] recuou 1,46% para os 2,02 euros. A JP Morgan aumentou o preço-alvo da empresa liderada por Paulo Azevedo em 3,2%, para 2,22 euros, depois da Sonae ter apresentado resultados trimestrais "globalmente positivos".

A Portugal Telecom [ptc] desceu 0,11% para 9,27 euros enquanto a PT Multimédia [ptm] avançou 0,11% para 9,30 euros e a Sonaecom [snc] avançou 0,26% para 3,90 euros.

Os títulos da Cimpor [cimp] recuaram 0,33% para os 6,01 euros, no dia em que a cimenteira regressou à lista das empresas com maior potencial de valorização para o Millennium bcp investimento.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias