Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Brasil e remuneração aos accionistas elevam dívida da PT para 5,9 mil milhões

A Portugal Telecom terminou Setembro com uma dívida líquida de 5,923 mil milhões de euros, um valor que representa um aumento de 35% que é explicado pelo investimento no Brasil e pela remuneração aos accionistas.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 13 de Novembro de 2008 às 07:54
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
A Portugal Telecom terminou Setembro com uma dívida líquida de 5,923 mil milhões de euros, um valor que representa um aumento de 35% que é explicado pelo investimento no Brasil e pela remuneração aos accionistas.

No comunicado com a apresentação de resultados dos primeiros nove meses do ano a PT adianta que a dívida líquida registada no final de Setembro compara com os 4,382 mil milhões de euros registados no final de 2007.

A empresa explica o forte crescimento da dívida com o Brasil e a remuneração aos accionistas. NA aquisição de licenças 3G por parte da Vivo a empresa gastou 227 milhões de euros, tendo aplicado 517 milhões de euros. Na remuneração aos accionistas, nos primeiros nove meses do ano, a PT gastou 910 milhões de euros na recompra de acções e 533 milhões no pagamento de dividendos.

A dívida total da PT, no final de Setembro, ascendia a 7,07 mil milhões de euros, sendo mais de 60% a médio e longo prazo e 57,9% a taxa fixa.

No comunicado com a apresentação de resultados a PT adianta que a liquidez disponível ascende a 2,14 mil milhões de euros, incluindo dinheiro e linhas de crédito não utilizadas.

O crescimento da dívida da PT resultou num aumento dos custos da empresa com o pagamento de juros, que aumentaram 31,4% para 192 milhões de euros. Nos primeiros nove meses do ano o custo da dívida da PT foi de 4,8%. Excluindo Brasil o custo foi de 4,3%.

O rácio que mede a relação entre a dívida e o EBITDA deteriorou-se para 2,4, contra 1,9% no mesmo período do ano passado.

Ver comentários
Outras Notícias