A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Brent acima dos 104 dólares por barril

O Brent do Mar do Norte atingiu um novo recorde, ao ultrapassar a barreira dos 104 dólares por barril em Londres. O crude de referência para a Europa segue assim a tendência do seu congénere de Nova Iorque, que já superou a fasquia dos 107 dólares.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 10 de Março de 2008 às 17:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Brent do Mar do Norte atingiu um novo recorde, ao ultrapassar a barreira dos 104 dólares por barril em Londres. O crude de referência para a Europa segue assim a tendência do seu congénere de Nova Iorque, que já superou a fasquia dos 107 dólares.

O contrato de Abril do Brent do Mar do Norte [co1] chegou aos 104,20 dólares por barril no mercado londrino. Em Nova Iorque, o West Texas Intermediate [cl1] para entrega em Abril também segue a subir, tenho já marcado um novo máximo histórico de 107,44 dólares.

O preços do crude estão a ser impulsionados pelas compras de contratos de futuros por parte dos investidores, uma vez que os retornos desta matéria-prima já ultrapassam os dos mercados financeiros.

O petróleo transaccionado em Nova Iorque ganhou 77% no ano passado, ao passo que os índices S&P500 e Dow Jones caíram, o que leva a que o ouro negro seja cada vez mais atractivo para os investidores.

Os gestores de fundos de cobertura de risco e outros grandes especuladores aumentaram as suas posições no crude, apostando em preços mais elevados na semana terminada a 4 de Março, segundo a Commodity Futures Trading Commission.

"Estamos a testemunhar um crescente fluxo de compras por parte dos fundos", comentou à Bloomberg um analista de energia do Citigroup Global Markets, Tim Evans.

"Claramente, os fundamentais são irrelevantes neste ponto", afirmou Chip Hodge, responsável da MFC Global Investment Management. "Já assistimos a bolhas noutros mercados, ao longo dos anos, e normalmente acabam por estoirar. Mas é impossível prever quando é que isso acontecerá com o petróleo", acrescentou à Bloomberg.

O Barclays Capital, divisão de banca de investimento do Barclays Bank, anunciou hoje que, na 4ª Conferência Anual dos Investidores em "Commodities", decorrida em Barcelona, destacou-se entre as principais conclusões de um "survey" de tendências do mercado de matérias-primas, que "devido à turbulência dos mercados financeiros, os investidores estão a aumentar a sua exposição às "commodities".

Com efeito, segundo os resultados do "survey", 34% dos respondentes afirmaram que nos próximos três anos terão uma percentagem de mais de 10% nas suas carteiras de investimento em "commodities" – um aumento de 12% face ao anterior "survey", realizado em Dezembro de 2007.

Mais lidas
Outras Notícias