Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Brent iguala máximo histórico nos 78,40 dólares

Depois do crude ter atingido ontem o valor mais elevado de sempre, hoje foi a vez do petróleo em Londres igualar o máximo histórico nos 78,40 dólares. A expectativa de que o corte de juros da Fed reavive a economia e consequentemente a procura pela matéri

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 19 de Setembro de 2007 às 13:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Depois do crude ter atingido ontem o valor mais elevado de sempre, hoje foi a vez do petróleo em Londres igualar o máximo histórico nos 78,40 dólares. A expectativa de que o corte de juros da Fed reavive a economia e consequentemente a procura pela matéria-prima está a impulsionar os preços.

O "brent" subia 0,57% para os 78,03 dólares depois de ter avançado mais de 1% para igualar o máximo histórico atingido em Julho nos 78,40 dólares. O crude, em Nova Iorque ganhava 0,60% para os 82 dólares depois de ontem ter tocado no valor mais elevado de sempre nos 82,38 dólares.

A Reserva Federal dos EUA optou ontem por reduzir a sua taxa de juro de referência em 50 pontos base quando a maioria dos economistas e investidores esperava um corte de apenas 25 pb. A autoridade monetária quer afastar a possibilidade da crise do "subprime" conduzir a uma recessão económica.

O corte nos juros afecta a cotação da matéria-prima, na medida em que poderá funcionar como um impulso ao crescimento da economia dos EUA levando, consequentemente, a um aumento da procura por petróleo.

A expectativa de quebra nos "stocks" dos EUA também impulsionava a matéria-prima. O Departamento de Energia norte-americano vai revelar hoje o nível das reservas do país, sendo que as previsões dos analistas apontam para uma quebra de 2 milhões de barris de petróleo.

O petróleo já valorizou 11% até agora em Setembro, encaminhando-se para o maior ganho mensal desde Janeiro de 2006.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias