Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Brisa e banca conseguem anular desvalorizações da PT e EDP

A Euronext Lisbon seguia pouco alterada e as restantes bolsas europeias perdiam valor, influenciadas pela divulgação da confiança dos empresários alemães, que caiu para o valor mínimo de nove meses, em Junho. As valorizações da Brisa e o sector bancário e

Pedro Viana pviana@mediafin.pt 25 de Junho de 2004 às 12:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Euronext Lisbon seguia pouco alterada e as restantes bolsas europeias perdiam valor, influenciadas pela divulgação da confiança dos empresários alemães, que caiu para o valor mínimo de nove meses, em Junho. As valorizações da Brisa e o sector bancário eram suficientes para absorver as quedas da PT e EDP e mantinham o PSI-20 a crescer 0,09%.

O índice PSI-20 [psi20] marcava 7.317,53 pontos, com quatro acções a subir, nove a descer e sete inalteradas, depois do governador do Banco de Portugal ter dito que está mais confiante na retoma económica do que estava em Janeiro.

Um operador de mercado contactado pelo Jornal de Negócios Online concentrou as expectativas do dia de hoje em dois dados macroeconómicos: o valor final para o PIB do primeiro trimestre nos Estados Unidos e o índice de confiança dos consumidores publicado pela Universidade de Michigan

A mesma fonte destacou, na bolsa nacional, o Investor Day do BCP, mas referiu que este «evento não estava a ter influência no valor da acção».

No sector da banca, o Banco Comercial Português (BCP) [bcp] marcava 1,92 euros, a subir 0,52%. O banco liderado por Jardim Gonçalves apresentou hoje, no seu «Investor Day», um conjunto de iniciativas através das quais estima obter resultados adicionais de 310 milhões de euros. O Conselho Superior do banco já analisou as propostas para a venda de seguradoras da Seguros e Pensões e habilitou o conselho de administração a «prosseguir o trabalho das fases finais deste processo».

Dos restantes bancos nacionais que integram o PSI-20, o Banco BPI [bpin] marcava 3 euros, a perder 0,33% e o Banco Espírito Santo (BES) [besnn] fixava-se nos 13,61 euros, a somar 0,22% e com uma liquidez de 12 mil acções.

A Portugal Telecom (PT) [ptc] marcava 8,59 euros, a cair 0,46% e a subsidiária para o sector das tecnologias, a PT Multimédia [ptm], depreciava 0,56% para 17,90 euros.

A Electricidade de Portugal (EDP) [edp] seguia nos 2,27 euros, a perder 0,44% e era o título mais negociado na bolsa nacional com dois milhões de acções a trocarem de carteira.

As acções da Sonae [son] que já subiram mais de 1%, marcavam agora 0,88 euros inalteradas. A Sonae Distribuição investiu 15,8 milhões de reais (4,19 milhões de euros) num novo hipermercado sob a insígnia BIG na cidade de Esteio, no estado brasileiro do Rio Grande do Sul, estando previsto que invista este ano, em toda a rede, um total de 260 milhões de reais (69 milhões de euros).

A Jerónimo Martins [jmar] depreciava 0,45% para 8,94 euros. A empresa anunciou ontem que equaciona fixar o «payout ratio» de 2004 em 50%, ou seja reter tantos lucros quanto aqueles que forem concedidos aos accionistas.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias