Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Brisa e Sonae disparam e impulsionam PSI-20

A bolsa nacional segue a negociar em alta, animada pelas fortes valorizações tanto da Brisa como da Sonae SGPS. O PSI-20 soma 0,3% e voltou a superar a fasquia dos 11.900 pontos, numa sessão em que a EDP impede maiores ganhos. Fora do índice principal, a

Paulo Moutinho 11 de Abril de 2007 às 12:33
  • Partilhar artigo
  • ...

A bolsa nacional segue a negociar em alta, animada pelas fortes valorizações tanto da Brisa como da Sonae SGPS. O PSI-20 soma 0,3% e voltou a superar a fasquia dos 11.900 pontos, numa sessão em que a EDP impede maiores ganhos. Fora do índice principal, a Teixeira Duarte sobe mais de 3%.

O índice de referência do mercado português [psi20] avança para os 11.928,46 pontos, com nove das vinte cotadas a valorizar, dez em queda e apenas um título inalterado. Até ao momento foram transaccionados pouco mais de 120 milhões de euros em acções.

A Brisa [brisa] é a cotada que mais contribui para esta subida do PSI-20. A concessionária anunciou hoje que foi seleccionada como concorrente preferida para a atribuição da concessão da auto-estrada "Northwest Parkway" no estado norte-americano do Colorado.

Esta notícia está a ser bem recebida pelos investidores e esse entusiasmo está a traduzir-se numa valorização de 3,26% dos títulos da empresa que seguem a cotar nos 10,15 euros.

Além da concessionária, em alta segue também a Sonae SGPS [son]. A "holding" liderada por Belmiro de Azevedo somou mais de 5% na sessão de ontem e hoje continua com uma forte tendência altista, seguindo a apreciar 4,32% para 1,93 euros, subida acompanhada de mais de 23 milhões de acções negociadas.

Operadores contactados pelo Jornal de Negócios Online afirmam que esta valorização poderá estar relacionada com a entrada de fundos no capital da empresa. A Sonaecom [snc] segue a "casa mãe" e avança 1,43% para cotar nos 4,98 euros.

O sector da banca também está a impulsionar o índice nacional, com o BES [besnn] a valorizar 0,28% para 14,18 euros, enquanto o BPI [bpin] soma 0,46% para cotar nos 6,60 euros. O BCP [bcp] é a excepção ao perder 0,36% para os 2,76 euros.

Em queda seguem também a EDP [edp] que recua 0,485 para 4,13 euros, e a Galp Energia [galp pl], que desvaloriza 0,27% para transaccionar nos 7,50 euros.

O outro "peso pesado" do PSI-20, a Portugal Telecom [ptc] cai 0,29% para os 10,14 euros. Nas descidas, destaque também para a Semapa [sema] que recua 0,67% para 11,82 euros, no dia em que negoceia sem direito ao dividendo de 2006.

Em sentido inverso segue a Jerónimo Martins [jmar] que avança 0,44% para 20,50 euros e a Mota-Engil [egl] que ganha 1,29%, impulsionada pela expectativa do mercados de que com a nova contrapartida, a Martifer consiga adquirir a Repower.

Fora do PSI-20, o sector bancário segue a valorizar. O Finibanco [fnb], que está em "ex-dividendo" soma 2,2% para 4,19 euros, depois de ontem o Banif ter concluído a aquisição de 7,7% do banco. O Banif [banin] também segue em alta, somando 0,86% para 5,85 euros.

A Teixeira Duarte [txde] segue em forte alta. As acções da construtora sobem 3,27% para os 1,93 euros, impulsionadas pelo facto da empresa figurar no topo da lista das cotadas que aguardam a entrada para o principal índice da bolsa portuguesa. A próxima revisão é em Julho.

Outras Notícias