Research CaixaBI: Lucros da EDP Renováveis deverão subir para 225 milhões

CaixaBI: Lucros da EDP Renováveis deverão subir para 225 milhões

O disparo estimado no resultado líquido da companhia aconteceu à boleia do crescimento da electricidade renovável produzida em 2017.
CaixaBI: Lucros da EDP Renováveis deverão subir para 225 milhões
André Cabrita-Mendes 22 de fevereiro de 2018 às 17:50
O CaixaBI estima que a EDP Renováveis deverá ter tido lucros de 225 milhões de euros em 2017, um aumento de 302% face a 2016, à boleia do crescimento da electricidade produzida.

"Um EBITDA mais elevado em conjunto com depreciações mais baixas e custos financeiros mais baixos claramente compensaram o estimado aumento em impostos sobre o rendimento e em interesses minoritários levando a uma subida do resultado líquido de 56 milhões em 2016 para os estimados 225 milhões", escrevem os analistas do CaixaBI.

As receitas consolidadas deverão ter crescido 11% para 1.835 milhões de euros "principalmente suportadas pelo crescimento da electricidade produzida", que subiu 13% em 2017 devido ao crescimento da potência instalada no ano passado e devido a um factor de utilização (quantidade de horas a produzir) mais elevado.

Os lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) deverão ter aumentado 15% para 1.341 milhões de euros, segundo a estimativa publicada esta quinta-feira, 22 de Fevereiro.

A quantidade de depreciações deverá recuar 1% devido à extensão de vida útil dos activos de 25 anos para 30 anos. Ao mesmo tempo, os custos financeiros também deverão recuar devido a um custo mais baixo de dívida.

"No nosso ponto de vista, a história da EDP Renováveis tem bons fundamentos e um perfil de crescimento interessante que foi um pouco prejudicado com a diminuição da liquidez no mercado da empresa após a oferta pública de aquisição lançada pela EDP", argumenta o CaixaBI.

Olhando para as diferentes regiões, o EBITDA registado em Portugal deverá ter recuado 5%. Nos restantes mercados, o EBITDA deverá ter subido, como no Brasil (+80%), América do Norte (+22%), Resto da Europa (+18%) e Espanha (+5%).

Os resultados da EDP Renováveis vão ser divulgados no dia 27 de Fevereiro antes da abertura da bolsa de Lisboa.

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 15.03.2018

Estes valores demonstram que a EDP está a chular os consumidores
Pergunto: se a C.Municipal cobra portabilidade pelo uso do chão (ver fact) porque motivo a EDP e o Gás Natural não pagam a portabilidade pelas linhas de Alta tensão e os pipe lines de gás que atravessam o País, aos donos dos terrenos?

Digam mal da EDP 23.02.2018

a esquerdala deve aplaudir a sustentabilidade do universo edp.
Antes da privatização era so prejuizo e traladas

EDP AMANHA UPA UPA 22.02.2018

EDP amanha upa, upa,

EDP com 77.5 % da EDP Renovaveis 22.02.2018

A EDP é detentor a de 77.5 % da EDP Renováveis, encaixa mais de 140 milhões dos lucros

ver mais comentários
pub