Research CaixaBI prevê queda de 50% nos lucros dos CTT

CaixaBI prevê queda de 50% nos lucros dos CTT

Os analistas da unidade de análise da CGD dizem que os resultados da empresa liderada por Francisco Lacerda devem confirmar o ambiente difícil em que os CTT estão a operar, nomeadamente no que diz respeito ao negócio dos correios.
CaixaBI prevê queda de 50% nos lucros dos CTT
Carla Pedro 01 de março de 2018 às 18:03

Os analistas do CaixaBI estimam uma queda de 50% nos lucros dos CTT em 2017, face ao ano precedente, para 30,6 milhões de euros. Já no que diz respeito apenas ao quarto trimestre, as projecções apontam para 11,1 milhões de euros, o que corresponde a uma descida de 30,8% face ao período homólogo de 2016.

 

No que respeita às receitas, o CaixaBI projecta 691,4 milhões de euros no ano e 173,4 milhões no trimestre de Outubro a Dezembro, contra, respectivamente, 696,8 milhões e 177,8 milhões de euros.

 

Quanto ao EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações), o "research" aponta para que passe de 140,3 milhões em 2016 para 79,8 milhões no ano passado, o que corresponde a uma descida de 43,1%.

 

No quarto trimestre o EBITDA terá ascendido a 19 milhões de euros, uma quebra de 0,6% face aos 19,2 milhões nos mesmos meses do ano anterior – mas uma subida de 41,1% face aos 135 milhões do trimestre precedente [Julho a Setembro de 2017].

 

"No geral, não estamos à espera que os resultados do quarto trimestre de 2017 tragam grandes novidades, devendo somente confirmar o ambiente difícil em que os CTT estão a operar, nomeadamente no que diz respeito ao negócio dos correios", sublinha a nota de análise do CaixaBI assinada por Artur Amaro.

 

As receitas só dos correios deverão atingir os 130,3 milhões no quarto trimestre, uma descida de 3,9% face ao período homólogo do ano anterior, segundo as mesmas estimativas. No conjunto do ano, deverão ascender a 523,7 milhões, menos 1,8% do que em 2016.

 

O CaixaBI mantém a recomendação de "comprar" para a empresa liderada por Francisco Lacerda. Já o preço-alvo continua nos 4,70 euros, o que lhe confere um potencial de subida de 37,9% face aos 3,408 euros estabelecidos no fecho da sessão desta quinta-feira.

Os CTT apresentam as suas contas no próximo dia 7 de Março, após o fecho da bolsa, e no dia seguinte realizam uma "conference call" com analistas.

 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
o senhor dragi é um monte de TRAMPA 02.03.2018

snhor DRAGI do BCE deveria aprender com os AMERICANOS e já deveria ter começado a subir juros tal como os ALEMÃES e os FRANCESES querem mas ele é uma TRAMPA e a bolsa dos EUA qualquer dia está em MÁXIMOS outra vez e na EUROPA é a SHEET que se VÊ

CTT 02.03.2018

Quem tiver ações desta cotada é deixar estar e receber os chorudos dividendos e já está. Sem stress. Quando os fundos entrarem a cotação irá novamente subir para valores mais consentaneos!

CTT TROCAR POR EDP 01.03.2018

Vender e comprar edp, ( trocar) pouca diferenca no dividendo, uma vez que da para comprar mais acoes da edp, nao fiquem agarrados. A cotadas que nao nos dao confianca.

pub