Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CaixaBI: Lucros da Jerónimo Martins podem ter crescido 4,6% entre Janeiro e Setembro

A casa de investimento da CGD mostra confiança na performance do grupo Jerónimo Martins, tanto no mercado português como no polaco. O CaixaBI antecipa que os lucros tenham crescido 4,6% para 248 milhões de euros entre Janeiro e Setembro.

Miguel Baltazar/Negócios
David Santiago dsantiago@negocios.pt 19 de Outubro de 2015 às 19:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Numa análise de "research" sobre a Jerónimo Martins, o banco de investimento da Caixa Geral de Depósitos (CaixaBI) reiterou a recomendação da "holding" em "neutral" e manteve o preço-alvo em 14,20 euros, o que tendo em conta o valor de fecho das acções da cotada na sessão desta segunda-feira, 19 de Outubro, lhes confere um potencial de valorização de 11,59%.

No que diz respeito à evolução nos primeiros nove meses de 2015, o CaixaBI prevê que a Jerónimo Martins alcance lucros de 248 milhões de euros, o que representa um crescimento de 4,6% face a igual período de 2014. Esta casa de investimento também antecipa um crescimento de 6,6% no EBITDA (lucros antes de juros, impostos, amortizações e depreciações) entre Janeiro e Setembro deste ano relativamente ao período homólogo, para 584 milhões de euros. a

 

Em termos trimestrais, o CaixaBI prevê que as vendas nas lojas já existentes (LfL) permaneçam fortes, mantendo a evolução sólida já verificada no segundo trimestre deste ano, tanto em Portugal como na Polónia. Os analistas do CaixaBI acreditam que as vendas LfL da Biedronka cresçam 3,0% no terceiro trimestre de 2015 face ao período homólogo. Já em relação ao Pingo Doce e ao Recheio, o CaixaBI também aposta num crescimento homólogo das vendas LfL. As do Pingo Doce deverão crescer 3,0% e as do Recheio devem registar uma subida de 2,5%, sempre em termos homólogos.

 

Já as vendas consolidadas deverão ter aumentado, em termos homólogos, 7,0% para 3,511 milhões de euros entre Julho e Setembro de 2015.

 

Os analistas do banco de investimento da CGD antecipam que o EBITDA tenha crescido 7,1% para 221 milhões de euros, e que a margem de EBITDA permaneça inalterada nos 6,3%.

Este efeito positivo, antecipa o CaixaBI, deverá compensar a queda de quase 20 pontos da margem EBITDA dos supermercados lusos do grupo liderado por Pedro Soares dos Santos (Pingo Doce e Recheio).

 

Como tal, o CaixaBI estima que os lucros da Jerónimo Martins subam 6,8%, dos 92 milhões de euros alcançados entre Julho e Setembro de 2014 para 98 milhões de euros no terceiro trimestre deste ano.

 

Em termos acumulados, os analistas do CaixaBI acreditam que será obtida uma subida de 8,8% nas vendas da Jerónimo Martins para 10,155 milhões de euros nos primeiros nove meses de 2015, com um EBITDA de 584 milhões de euros.

 

Por fim, o CaixaBI justifica as perspectivas positivas em torno da Jerónimo Martins com a diminuição da deflação na Polónia verificada ao longo dos últimos meses, o que é "um sinal positivo para o mercado continuar a apoiar a performance da Biedronka". Por outro lado, o CaixaBI reitera a ideia de que "a estratégia de vendas está a resultar", o que deverá apoiar ganhos adicionais para os títulos da cotada nos próximos trimestres.  

A Jerónimo Martins apresenta os resultados a 5 de Novembro após o fecho do mercado.

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.

Ver comentários
Saber mais Jerónimo Martins Portugal Polónia Pingo Doce Biedronka Recheio Research CaixaBI
Outras Notícias