Research CaixaBI prevê lucros de quase 200 milhões para o BPI

CaixaBI prevê lucros de quase 200 milhões para o BPI

O banco de investimento estima lucros de 43,8 milhões de euros nos últimos três meses do ano passado, valor que contribuirá positivamente para o saldo de 2015. O BPI tinha tido prejuízos em 2014.
CaixaBI prevê lucros de quase 200 milhões para o BPI
Bruno Simão
Paulo Moutinho 25 de janeiro de 2016 às 09:03

O BPI será o primeiro banco a apresentar as contas anuais. E, de acordo com as estimativas do CaixaBI, deverá revelar um saldo positivo. Tendo em conta a projecção de lucros de 43,8 milhões de euros nos últimos três meses do ano passado, o banco liderado por Fernando Ulrich poderá apresentar um resultado líquido de quase 200 milhões de euros em 2015.

"De acordo com a nossa estimativa o banco deverá apresentar um resultado líquido consolidado de 43,8 milhões no quarto trimestre de 2015 face a 74,8 milhões no terceiro, o que compara ainda com uma perda de 49,3 milhões no período homólogo", diz o analista André Rodrigues numa nota de investimento em antecipação das contas que serão reveladas a 27 de Janeiro.


Em termos acumulados, o CaixaBI estima "que o banco apresente um resultado líquido positivo de 194,8 milhões face a uma perda de 163,6 milhões no exercício de 2014". Ou seja, o banco passará de prejuízos para lucros, com sinais positivos na actividade doméstica.


"A actividade doméstica deverá continuar a recuperar com base na evolução positiva da margem financeira (menor custo dos depósitos) e do nível do custo do risco de crédito (redução homóloga de cerca de 26% no total de imparidades para crédito acumulado em 2015 face a 2014) bem como pela rentabilidade do BFA em Angola", diz o BPI.


Angola continuará a centrar as atenções dos investidores. "O tema principal para o BPI continua a estar relacionado com os desenvolvimentos futuros associados à solução das questões relacionadas com a ultrapassagem do limite dos grandes riscos em Angola", nota o CaixaBI.


O banco de investimento tem uma avaliação de 1,20 euros para o BPI, mantendo uma recomendação de "neutral". As acções do BPI seguem a valorizar 0,91% para 0,999 euros, acumulando uma queda de 8,52% desde o arranque deste ano. Face ao preço-alvo do CaixaBI pode valorizar 20%.

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI