Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CaixaBI retoma cobertura da Sonae Capital com preço-alvo de 0,70 euros (correcção)

O CaixaBI retomou a cobertura das acções da Sonae Capital com um preço-alvo de 0,70 euros e uma recomendação de "acumular" que "reflecte o impacto que a crise financeira global teve nas perspectivas" desta empresa. Para a casa de investimento, o desempenho dos títulos desta "holding"depende, entre outros factores, de qualquer melhoria ao nível operacional.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 13 de Abril de 2010 às 09:11
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
(corrige preço-alvo, de 0,40 para 0,70 euros)
O CaixaBI retomou a cobertura das acções da Sonae Capital com um preço-alvo de 0,70 euros e uma recomendação de “acumular” que “reflecte o impacto que a crise financeira global teve nas perspectivas” desta empresa. Para a casa de investimento, o desempenho dos títulos desta “holding” depende, entre outros factores, de qualquer melhoria ao nível operacional.

Numa nota de “research”, o analista José Mota Freitas relembra os negócios que a “holding” detém e que se dividem em vários segmentos, nomeadamente a Sonae Turismo que desenvolve, explora e comercializa.

A Sonae Capital também detém participações financeiras “significativas” na TP (energia eólica e de cogeração), na Norscut (concessionária da A24) e na Imosede (fundo imobiliário que gere as instalações do Grupo Sonae na Maia), relembra o especialista.

Segundo a mesma fonte, a performance das acções da empresa em 2010 “deve ficar dependente” de qualquer melhoria verificada na sua performance operacional, quaisquer desenvolvimentos em termos de venda de activos não essenciais ou um ‘roll over’ bem sucedido da dívida da empresa perto da maturidade.

O CaixaBI conclui que retoma a cobertura da Sonae Capital com uma recomendação de “acumular” e um preço-alvo de 0,70 euros.

“A nossa recomendação reflecte o impacto que a crise financeira global teve nas perspectivas da Sonae Capital”, salienta o analista.

Ver comentários
Outras Notícias