Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Carlos Tavares quer "tolerância zero" na falta de rigor do sistema financeiro

Os erros da crise financeira devem ser atribuídos às pessoas e não ao sistema capitalista, defende o presidente da CMVM.

Elisabete de Sá esa@negocios.pt 21 de Outubro de 2008 às 20:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • 8
  • ...
Os erros da crise financeira devem ser atribuídos às pessoas e não ao sistema capitalista, defende o presidente da CMVM.

Para o presidente da Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários (CMVM), a actual crise dos mercados deveria ser uma oportunidade para levar a “uma mudança radical dos comportamento e criar condições para uma economia mundial mais saudável”.

“Mais do que standards contabilísticos, deveríamos estar a discutir standards morais”, defendeu esta tarde Carlos Tavares, no apresentação do livro “Verdade, Humildade & Solidariedade”, escrito por João Ermida, antigo tesoureiro mundial do banco Santander, que se demitiu em discordância com as práticas do sector financeiro.

Não se trata de reinventar a economia a mercado, mas sim de regressar aos valores que se foram perdendo nas últimas décadas, nomeadamente no que respeita à gestão do risco no sector financeiro.

“A voragem dos resultados fez com que se perdesse a essência da gestão bancária”, criticou Carlos Tavares, relembrando valores como, por exemplo, “o do bom nome na praça”. É preciso “introduzir o princípio da tolerância zero quanto a comportamentos que indiciam falta de rigor”, defendeu o presidente da CMVM.

Ver comentários
Outras Notícias