Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Carlyle não vai recorrer da decisão que a obriga a comprar a Freeport

O Carlyle Group não vai recorrer da obrigação, estabelecida pelo regulador britânico, em prosseguir com a oferta pública de aquisição lançada sobre a Freeport, no valor de 155,3 milhões de libras (230,19 milhões de euros). Freeport dispara mais de 5%.

Negócios negocios@negocios.pt 01 de Agosto de 2007 às 11:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Carlyle Group não vai recorrer da obrigação, estabelecida pelo regulador britânico, em prosseguir com a oferta pública de aquisição lançada sobre a Freeport, no valor de 155,3 milhões de libras (230,19 milhões de euros). Freeport dispara mais de 5%.

A Carlyle deverá enviar o documento da oferta sobre a Freeport aos accionistas até 10 de Agosto, revelou hoje o regulador britânico.

A autoridade britânica determinou, no dia 30 de Julho, que a Carlyle tem de prosseguir com a oferta pública de aquisição lançada sobre a Freeport, depois da empresa ter pedido, em Abril, para suspender a oferta.

Contudo, o parecer do regulador negou a possibilidade de fazer cair a proposta e foi dado à Carlyle três dias para recorrer desta decisão.

A empresa não vai recorrer da decisão e vai prosseguir com a aquisição da empresa que gere centros comerciais de descontos em Portugal, na República Checa e na Suécia.

As acções da Freeport disparavam 5,62% para os 399,25 pence enquanto a Carlyle perdia 3,83% para os 17,6 dólares.

Outras Notícias