Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Carteiras de fundos: Da prudência ao risco, à boleia do BCE

Após um mês positivo para todas as carteiras, há alterações a fazer mas por motivos díspares. Por um lado, os receios com a economia levam o Carregosa a assumir uma postura defensiva. Já o Deutsche Bank avança para a dívida de alto risco. E o ActivoBank mantém a aposta na Zona Euro à "boleia" do BCE.

Paulo Moutinho 28 de Março de 2016 às 11:32
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Como foram construídas as carteiras


As carteiras prudentes foram construídas para um prazo de investimento de três anos e são destinadas a aforradores conservadores que não aceitam perdas anuais superiores a 4%.

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais Investidor Privado carteiras de fundos BCE taxas de juro Fed bazuca política monetária acções obrigações carteira agressiva carteira prudente carteira equilibrada ActivoBank Banco Carregosa Deutsche Bank 2016
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias