Bolsa Catarina Castro: "Mais que os mercados a DMIF é um desafio"
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Catarina Castro: "Mais que os mercados a DMIF é um desafio"

A transposição da nova directiva para os mercados financeiros deve ser feita de forma não complexa, defende Catarina Castro. A administradora das áreas de negócio da Orey Financial alerta para o risco de excesso de regulação.
Catarina Castro: "Mais que os mercados a DMIF é um desafio"
Miguel Baltazar
Raquel Godinho 04 de março de 2018 às 22:15

A transposição da DMIF é um dos principais temas para 2018. Catarina Castro alerta que, cumprindo toda a regulação, pode haver efeitos negativos para o investidor. A administradora das áreas de negócio )

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Mais altos Desafios além da DMIF 05.03.2018

A DMIF será um desafio, mas não o principal Desafio
que se colocará à indústria da Gestão de Ativos em Portugal.
O principal, quanto a nós, é pôr à disposição dos Portugueses
todo o potencial de criatividade que a Indústria tem,
no sentido de apoiar e estimular os Portugueses a pouparem,
servindo os seus interesses pessoais, servindo os interesses do País.
O País tem excelentes profissionais no campo da Gestão de Ativos.
Que as suas potencialidades sejam em pleno aproveitadas
no sentido de criar novos produtos, incorporando o melhor que se vai fazendo lá fora,
e buscando níveis de qualidade que tornem desnecessário aos investidores Lusos
irem procurar alhures o que lhes poderá ser oferecido aqui.
Que se cumpra o que o DMIF impõe,
mas que se vá muito para além da Taprobana
no apoio aos Portugueses no domínio da Gestão de Ativos.
Porque Eles precisam, o País também,
as competências e as capacidades existem,
e que não sejam quaisquer bizantinices a mantê-las desaproveitadas.

comentários mais recentes
liberal encantador 05.03.2018

Se não tivessem roubado e enganado os clientes não haveria necessidade de tanta regulação.

Mais altos Desafios além da DMIF 05.03.2018

A DMIF será um desafio, mas não o principal Desafio
que se colocará à indústria da Gestão de Ativos em Portugal.
O principal, quanto a nós, é pôr à disposição dos Portugueses
todo o potencial de criatividade que a Indústria tem,
no sentido de apoiar e estimular os Portugueses a pouparem,
servindo os seus interesses pessoais, servindo os interesses do País.
O País tem excelentes profissionais no campo da Gestão de Ativos.
Que as suas potencialidades sejam em pleno aproveitadas
no sentido de criar novos produtos, incorporando o melhor que se vai fazendo lá fora,
e buscando níveis de qualidade que tornem desnecessário aos investidores Lusos
irem procurar alhures o que lhes poderá ser oferecido aqui.
Que se cumpra o que o DMIF impõe,
mas que se vá muito para além da Taprobana
no apoio aos Portugueses no domínio da Gestão de Ativos.
Porque Eles precisam, o País também,
as competências e as capacidades existem,
e que não sejam quaisquer bizantinices a mantê-las desaproveitadas.

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub