Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CGD, BCP, BES e Montepio não usarão garantia no curto prazo

A Caixa Geral de Depósitos, o Banco Comercial Português, o Banco Espírito Santo e o Montepio não pretendem recorrer à garantia disponibilizada pelo Estado para emitir dívida no curto prazo.

Maria João Gago mjgago@negocios.pt 21 de Outubro de 2008 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
A Caixa Geral de Depósitos, o Banco Comercial Português, o Banco Espírito Santo e o Montepio não pretendem recorrer à garantia disponibilizada pelo Estado para emitir dívida no curto prazo.

Estas duas últimas instituições afastam mesmo a possibilidade de usar este mecanismo até ao final de 2008. O Montepio esclarece ainda que dispensa o recurso a esta facilidade até 31 de Dezembro próximo, "uma vez que as necessidades de financiamento até final do ano estão totalmente asseguradas, e, em particular no que respeita ao financiamento externo, não se prevê qualquer emissão".

Por seu turno, o Banco Português de Negócios (BPN) refere que "tem em avaliação todos os cenários tendentes a manter a normalidade das suas relações com clientes, supervisores e accionistas". Uma resposta que deixa em aberto a possibilidade de usar a garantia estatal que, no total, ascende a 20 mil milhões de euros. Aliás, não é de excluir que a maioria das instituições financeiras venha a ponderar a utilização da garantia apenas no âmbito do seu plano de financiamento para 2009.

Banco BPI, Santander Totta e Banif optaram por não responder às questões do Negócios, uma vez que ainda não conheciam a portaria que vai especificar as condições em que a garantia do Estado poderá ser utilizada.

logo_empresas

Ver comentários
Outras Notícias