Bolsa China: Dinheiro pode desaparecer à medida que crescem os pagamentos digitais

China: Dinheiro pode desaparecer à medida que crescem os pagamentos digitais

Os reguladores financeiros da China tem vindo a rejeitar as criptomoedas, no entanto, não metem completamente de parte a ideia do dinheiro digital, de acordo com a Bloomberg.
China: Dinheiro pode desaparecer à medida que crescem os pagamentos digitais
Raquel Murgeira 09 de março de 2018 às 14:48

Foi na conferência de imprensa desta sexta-feira, 9 de Março, em Pequim, que o governador do Banco Popular da China, Zhou Xiaochuan, deixou clara a ideia de que um dia o dinheiro se vai tornar "obsoleto". E acrescenta, que o Banco Popular da China tem vindo a acompanhar o desenvolvimento das moedas digitais com o intuito de fornecer métodos de pagamento mais rápidos, mais baratos e mais convenientes. Isto depois de o líder ter já afirmado que as criptomoedas, como a Bitcoin, não beneficiam a economia.  

"Devemos prevenir grandes erros que possam levar a perdas irreparáveis, por isso é que estamos a ser cautelosos", afirmou Zhou citado na Bloomberg. Acrescentou que "não gostamos de criar produtos somente para especulação e criar a ilusão nas pessoas de que podem ficar ricas do dia para a noite".

Em Setembro do ano passado, o Banco Popular da China encerrou os meios que permitiam as trocas locais de criptomoedas e limitou as bitcoin com o objectivo de reduzir amplamente as moedas virtuais no mercado chinês . De acordo com fontes da agência de informação Bloomberg, as autoridades chinesas pretendem bloquear o acesso a plataformas online e aplicações móveis que permitam a transacção das moedas virtuais, quer essas plataformas sejam chinesas ou estrangeiras.

Apesar desta proibição, o país continua a ser o líder mundial em pagamentos digitais, devido ao sucesso de plataformas desenvolvidas pelos gigantes da tecnologia Alibaba e Tencent.




pub