Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Citadel Horizon reforça posição na PT para 2,37%

A empresa de "hedge fund" Citadel Horizon aumentou a posição na Portugal Telecom (PT) para 2,37%, depois de ter comprado mais de 5,7 milhões de títulos no dia 23 de Fevereiro, data limite para bloquear as acções para estar presente na assembleia geral da

Negócios negocios@negocios.pt 28 de Fevereiro de 2007 às 20:13
  • Partilhar artigo
  • ...

A empresa de "hedge fund" Citadel Horizon aumentou a posição na Portugal Telecom (PT) para 2,37%, depois de ter comprado mais de 5,7 milhões de títulos no dia 23 de Fevereiro, data limite para bloquear as acções para estar presente na assembleia geral da operadora.

A PT emitiu um comunicado para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) onde informa que a Citadel Horizon comprou 5.750.000 acções da PT, passando a deter directamente 1,66% do capital da empresa.

Para além desta posição directa, a Citadel detém, "a título de empréstimo, 8.000.000 acções da PT, equivalentes a 0,71% do capital social", o que eleva para 2,37% a posição global da "hedge fund". A empresa não especifica quem fez o empréstimo.

"Hedge funds" são fundos de investimento com poucas restrições nas aplicações financeiras que realizam e que procuram estratégias de investimento agressivas para gerar elevadas rendibilidades.

Esta é mais uma empresa que entra no capital da PT no decorrer da oferta pública de aquisição (OPA) lançada pela Sonaecom.

A Citadel junta-se assim à Telmex, que também entrou na maior operadora de telecomunicações nacional depois da OPA, com 3,41%, à Ongoing, com 3%, ao Crédit Suisse, que detém 2,34%, à Paulson com 2,34%, à Sark & Roth, que tal como a Citadel na última sexta-feira aumentou para 2,21% a posição na PT, à Fundação Berardo e ao Grupo Barclays que detêm 2,07% cada uma, e ao UBS com 2,02%.

Este reforço de posição da Citadel ocorreu no dia 23 de Fevereiro, que correspondia à data limite para os accionistas da PT puderem desbloquear acções para estarem presentes na assembleia geral de 2 de Março da operadora.

Ver comentários
Outras Notícias