Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Citi: Atratividade da dívida portuguesa aumenta depois de um 2018 já forte

De acordo com o Citigroup, o desempenho da dívida portuguesa face à italiana deverá melhorar ainda mais nas próximas semanas.

mercados operador bolsas trader
Bloomberg
Bloomberg 05 de Fevereiro de 2019 às 10:53
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

As obrigações portuguesas deverão prolongar o seu desempenho positivo em 2019, depois de terem oferecido aos investidores os melhores retornos entre os mercados de dívida da periferia da Zona Euro no ano passado.

Em janeiro, as obrigações portuguesas "pagaram" 1,4% aos investidores, segundo o Bloomberg Barclays Euro Aggregate Index, à frente de Itália e imediatamente atrás dos 1,5% dos títulos de Espanha.

Este resultado acontece depois de as obrigações soberanas portuguesas terem superado os títulos dos outros dois países com um retorno de 3% em 2018.



"Portugal poderá ter um desempenho ainda melhor em relação a Itália nas próximas semanas", afirmou Jamie Searle, estrategista de ativos de rendimento fixo do Citigroup, que cita as perspetivas favoráveis para as emissões, o reinvestimento da dívida pelo Banco Central Europeu e as perspetivas de novas revisões do rating por parte das agências de notação financeira.

O Citigroup recomendou que os investidores comprem títulos de Portugal de 2,125% com vencimento em outubro de 2028 e vendam títulos de Itália de 2,8% com vencimento em dezembro de 2028.

Essa recomendação tem como objetivo aproveitar o spread de 144 pontos-base entre as dívidas dos dois países, o que compara com 124 pontos-base na sexta-feira.

Ver comentários
Saber mais dívida Portugal obrigações yield Citigroup
Mais lidas
Outras Notícias