Economia Como evitar a falência depois de ganhar 650 milhões

Como evitar a falência depois de ganhar 650 milhões

Mesmo uma grande fortuna pode ser esbanjada em pouco tempo.
Como evitar a falência depois de ganhar 650 milhões
Reuters
Bloomberg 14 de julho de 2018 às 20:00

A série de televisão "21 Jump Street", dos anos 1980, lançou a carreira de actor de Johnny Depp; "Edward Mãos de Tesoura", o conto de fadas gótico e sombrio do director Tim Burton, fez dele uma estrela de cinema. Mas foram os filmes "Piratas das Caraíbas", da Disney, que o tornaram rico. O filme original e as suas sequelas renderam cerca de 4,5 mil milhões de dólares em bilheteira. Esta quantia, em conjunto com outros filmes, rendeu a Depp cerca de 650 milhões de dólares, segundo a Rolling Stone.

 

Se acreditarmos no que andam a dizer, a maior parte desta fortuna já desapareceu.

 

Assim, temos mais uma história que serve de lição sobre o que acontece quando se consegue muito dinheiro com pouca habilidade financeira. Se isto soa familiar, bom, é porque a história é comum. Vencedores da lotaria, artistas pop, estrelas do desporto e outros donos de uma riqueza súbita geralmente caem na mesma armadilha. Reagem emocionalmente à sorte inesperada e não pensam a longo prazo nem estrategicamente. Não existe um plano para o futuro, apenas a expectativa ilusória de que os ganhos vão durar para sempre. Este tipo de erros espontâneos deixa uma marca permanente no bem-estar emocional e financeiro.

 

Depp está agora a processar o administrador dos seus negócios e a sua empresa por negligência, violação de dever fiduciário e fraude. Não sei se as acusações têm mérito ou não, mas a mera existência do processo significa que erros financeiros foram cometidos, e o processo determinará quem os cometeu. Tudo isto poderia ter sido evitado se houvesse disposição para adoptar uma mentalidade clara e trabalhar um pouco.

 

Por isso Barry Ritholtz, da Bloomberg, apresenta um conjunto simples de regras que podem ajudar qualquer destinatário de uma nova fortuna a evitar alguns dos erros mais comuns e talvez escapar da falência.

 

"Tenha um plano: Acho que o simples facto de estarmos a falar sobre uma fortuna de 650 milhões de dólares que foi mal gasta significa que tenho que começar por este ponto. Qualquer pessoa que tenha uma pilha de dinheiro deve pensar em garantir que ela dure a vida toda. Repare que isso não se aplica apenas a actores ou atletas, mas a 60 milhões de pessoas que estão à beira de uma transferência de riqueza intergeracional de 30 biliões de dólares. Os beneficiários e herdeiros desta fortuna precisam de ter um plano para gerir esse dinheiro, mesmo que sejam valores inferiores a 500 milhões de dólares. O objectivo é fazer com que a quantia que tenha dure o tempo que precisa.

 

Delegue, mas continue envolvido: Esteja ciente dos detalhes das suas próprias finanças. Os atletas e músicos mais bem-sucedidos têm administradores de negócios que podem lidar com as tarefas do dia-a-dia enquanto eles estão a viajar a trabalho, mas precisam entender os seus próprios ganhos, gastos e investimentos. O dinheiro é seu, então a responsabilidade é sua: não conhecer os detalhes é procurar problemas. Se Michael Jordan e Bruce Springsteen conseguem encontrar tempo para se envolver de perto com as suas finanças pessoais, então você também consegue.

 

Entenda o ciclo da sua carreira: Todos começamos como novatos, crescemos até chegar ao pico de rendimentos, depois reduzimos a carga de trabalho ou reformamo-nos. Estas fases aplicam-se à maioria das pessoas. A primeira década, aproximadamente, é quando nos tornamos melhores, mais espertos, mais habilidosos; a segunda fase é quando capitalizamos essas habilidades; a última é quando relaxamos. O erro de presumir que os anos de pico de ganhos vão durar muito mais do que eles de facto duram é surpreendentemente comum.

 

Amigos e familiares na folha de pagamento: Compre uma casa modesta para a sua mãe, se quiser, diga a todos que os ama e deixe que eles vivam a própria vida. Quando chegarem a pedir ajuda financeira, educadamente mande-os embora.

 

Evite dívidas: Viver de acordo com os seus recursos deveria ser mais fácil à medida que os ganhos aumentam. No entanto, as pessoas encontram sempre formas mais caras de desperdiçar o seu dinheiro. O acesso ao crédito muitas vezes facilita um esbanjamento que pode superar até mesmo salários multimilionários. Uma coisa é usar o crédito modestamente, para comprar uma casa ou gerir fluxos de caixa, em especial para alguém que recebe um bónus anual que constitui uma parte significativa da remuneração total; outra coisa é usar a dívida para financiar continuamente um estilo de vida esbanjador.

 

Não complique os seus investimentos: Isso é especialmente importante para quem viaja muito a trabalho. Se passar seis meses a gravar um filme na Malásia, provavelmente não terá tempo para monitorizar quanto risco os seus gestores de hedge funds estão a aplicar. É melhor conservar a simplicidade, manter custos baixos e limitar a responsabilidade fiscal. Uma carteira de 60% de acções e 40% de dívida crescerá ao longo dos anos com um nível mínimo de volatilidade e de dores de cabeça. Encontre um profissional experiente que não seja o seu gerente de negócios - caso tenha um - para ajudar a gerir isto.

 

Entenda o que o dinheiro é, e o que o dinheiro não é: Existe tanta bagagem emocional em torno do dinheiro - especialmente na busca cega por ele - que muitas vezes esquecemos o que ele é. O dinheiro não é uma meta ou um fim em si mesmo, mas sim um meio para atingir um fim. É uma ferramenta que permite que se realizem coisas específicas, seja pagar por um bom serviço de saúde, garantir segurança financeira, livrar-se de stresse e preocupações, ou cobrir custos de lazer e filantropia.

 

Depp ter-se-ia saído melhor se tivesse lidado com o seu dinheiro com a mesma garra que ele aplicou na representação de papéis. Esta é uma lição para todos nós."

 

Esta coluna não reflecte necessariamente a opinião do conselho editorial ou da Bloomberg LP e dos seus proprietários.

 

(Texto original: How to Avoid Going Broke After Making $650 Million)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI