Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Constâncio diz que não há compromisso do BCE na retirada de apoios à banca

Vice-presidente do Banco Central Europeu assinala que autoridade monetária deverá tomar uma decisão no primeiro trimestre do próximo ano.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 11 de Outubro de 2010 às 13:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • 11
  • ...
Vítor Constâncio, vice-presidente do Banco Central Europeu, diz que a autoridade monetária não tem nenhum pré-compromisso quando à retirada de medidas de apoio ao sector financeiro, assinalando que uma decisão nesse sentido deverá ser tomada no primeiro trimestre de 2011.

“Não estamos comprometidos com nada, pelo que vamos analisar a evolução da situação e depois decidir. Deste modo, não estamos pré-comprometidos com nada”, afirmou Constâncio em entrevista à Market News, citada pelas agências de informação Bloomberg e Reuters.

Constâncio reiterou que o BCE vai decidir no primeiro trimestre de 2011 qual será a decisão a tomar sobre a retirada de estímulos à banca.

O vice-presidente do BCE afastou também a ideia de que a autoridade monetária estava a considerar alterar a regra dos colaterais exigidos à banca, de modo a evitar que várias instituições se financiassem em exclusivo junto do BCE.

O mercado interbancário tem dado sinais de melhoria nos últimos dias, com os bancos a recorrerem menos ao BCE para se financiarem, o que se reflecte numa subida das taxas Euribor.

Segundo dados divulgados hoje pelo Banco de Portugal, o BCE emprestou 39,7 mil milhões de euros aos bancos portugueses, em Setembro, uma queda de 19%





Ver comentários
Outras Notícias