Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Crédito malparado atinge novo máximo histórico

Famílias e empresas continuam a revelar maiores dificuldades em conseguir pagar os seus empréstimos junto da banca. O crédito malparado aumentou em todos os segmentos, atingindo níveis nunca antes vistos.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 10 de Setembro de 2013 às 12:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • 16
  • ...

No total, a banca tem em carteira 17,02 mil milhões de euros em cobranças duvidosas, o que corresponde a 7,28% do total dos empréstimos concedidos (233,9 mil milhões de euros) às empresas e famílias, segundo os dados provisórios do Banco de Portugal referentes a Julho divulgados esta terça-feira.

 

Este é mesmo o valor mais elevado quer em termos de peso face aos empréstimos totais concedidos quer em termos de valor total.

 

A maior fatia é da responsabilidade das empresas, cujo malparado atingiu 11,41% do total dos créditos concedidos. As empresas têm mais de 11,8 mil milhões de euros de cobranças duvidosas de um total de 103,5 mil milhões de euros de empréstimos.

 

Entre as famílias, os incobráveis representam 3,99% dos financiamentos, o que corresponde ao valor mais elevado de sempre, de acordo com os dados do BdP. As famílias são responsáveis por 130,3 mil milhões de empréstimos e 5,2 mil milhões de malparado.

 

E este cenário de aumento dos incobráveis está a ser generalizado. No crédito à habitação o peso do malparado atingiu pela primeira vez os 2,18%, no consumo 12,18% e nos outros fins – onde se inclui educação, energia e empresários por conta própria – o malparado corresponde já a 12,78% do total dos empréstimos.

 

As famílias e as empresas têm revelado maiores dificuldades em cumprir com os seus compromissos junto da banca, numa altura em que o contexto económico continua débil, com a taxa de desemprego acima dos 16% e a recuperação da economia frágil.

Ver comentários
Saber mais crédito malparado incobráveis cobranças duvidosas Banco de Portugal banca crédito à habitação crédito ao consumo
Outras Notícias