Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Crédito malparado volta a aumentar em Janeiro

Os incobráveis das famílias e empresas voltaram a aumentar no primeiro mês do ano, representando mais de 7,5% do total dos financiamentos concedidos.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 11 de Março de 2014 às 13:12
  • Partilhar artigo
  • 8
  • ...

O valor total de cobranças duvidosas ascendeu, em Janeiro, a 17,04 mil milhões de euros, o que corresponde a 7,53% do saldo total dos empréstimos concedidos pela banca à economia, segundo os dados estatísticos divulgados esta terça-feira, 11 de Março, pelo Banco de Portugal.

 

A contribuir para esta evolução estiveram todos os segmentos. Entre as empresas assistiu-se a um aumento do malparado de 11,78%, em Dezembro, para 12,07%, em Janeiro. Uma evolução que é justificada pela redução do valor dos financiamentos, com as empresas a amortizarem parte das suas dívidas junto da banca, mas também pelo aumento do total do malparado.

 

Entre as famílias o cenário é idêntico. O peso do incumprimento entre aos particulares passou para 4,03%, quando no mês anterior se fixou em 3,98%. Neste segmento, o crédito à habitação continua a ter o maior peso, com 2,4 mil milhões de euros de incobráveis a terem origem neste destino de financiamento. O peso do malparado neste caso é de 2,30%.

 

No crédito ao consumo, os incobráveis passaram a ter um peso de 11,77%, e no crédito para outros fins, que inclui educação, energia, saúde e empresários por conta própria, o peso do malparado aumentou para 12,77%.

Ver comentários
Saber mais crédito malparado financiamento empréstimo
Outras Notícias