Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Crescimento da actividade industrial leva Europa para máximos de 18 meses

As bolsas europeias fecharam a ganhar impulsionadas pelo crescimento da actividade industrial dos Estados Unidos e noutras regiões do globo. Este factor levou o Stoxx 600 a atingir máximos de 18 meses.

Joana Gonçalves jgoncalves@negocios.pt 01 de Abril de 2010 às 17:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As bolsas europeias fecharam a ganhar impulsionadas pelo crescimento da actividade industrial dos Estados Unidos e noutras regiões do globo. Este factor levou o Stoxx 600 a atingir máximos de 18 meses.

O Europe Stoxx 600 apreciou 1,3% para 266,97 dólares. Desde os mínimos de 12 anos em Março de 2009, o índice subiu 69% impulsionado pelos sinais de que a economia mundial está a recuperar da maior recessão desde a segunda Guerra Mundial.

A BHP Billiton valorizou 1,81% para 2,301 pence, liderando os ganhos do sector mineiro e influenciando o Europe Stoxx 600.

O índice que mede a actividade industrial nos Estados Unidos subiu para máximos de 2004 em Março, segundo o Institute for supply Managemen. O índice subiu para 59,6 pontos no mês passado, contra 56,5 pontos no mês anterior. Uma leitura acima dos 50 pontos indica que o sector está em expansão e os economistas consultados pela Bloomberg aguardavam um registo inferior, nos 57 pontos.

Já o Chartered Institute of Purchasing and Supply and Markit revelou que a actividade indice industrial no Reino Unido atingiu um máximo de 15 anos.

Também, a actividade industrial na Europa teve um crescimento mais rápido do que inicialmente se esperava, dando sinais de que a Zona Euro está a ficar mais sólida. A actividade industrial cresceu de 54,2 em Fevereiro para 56,6 em Março.

O espanhol IBEX valorizou 1,81% para 1.1067,90 pontos com o Santander a ganhar 2,54% para 10,09 euros e o BBVA a apreciar 2,47% para 10,38 euros. Ambos os bancos emitiram dívida no valor de 15,7 mil milhões de euros desde Janeiro, para fazer face às suas necessidades de liquidez durante este ano e o próximo.

O francês CAC avançou 1,52% para 4034,23 pontos. O inglês FTSE avançou 1,15% para 5744,89 pontos, o DAX apreciou 1,33% para 6235,56 pontos e o AEX valorizou 2,10% para 351,44 pontos.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias