A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Crude estável após atingir máximo de nove meses

O preço do petróleo subia em Nova Iorque e em Londres, depois do crude ter atingido o seu valor mais elevado dos últimos nove meses, ao atingir os 34,35 dólares (27,14 euros) por barril.

Isabel Aveiro ia@negocios.pt 06 de Janeiro de 2004 às 18:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O preço do petróleo subia em Nova Iorque e em Londres, depois do crude ter atingido o seu valor mais elevado dos últimos nove meses, ao atingir os 34,35 dólares (27,14 euros) por barril, impulsionado ainda pela divulgação da previsão de baixas temperaturas para o Nordeste norte-americano.

O contrato do crude com entrega em Fevereiro avançava 0,21% em Nova Iorque [CL1] para 33,85 dólares (26,75 euros), depois de ter ascendido a 34,35 dólares (27,14 euros) no inicio da tarde, enquanto o futuro do «brent» [CO1] com entrega no mesmo mês, valorizava 0,16%, para 30,94 dólares (24,45 euros) em Londres. O máximo do dia foi de 31,40 dólares (24,81 euros), valor não atingido deste Setembro passado.

As temperaturas em Nova Iorque irão cair para menos 7,8º centígrados (ou 18 º Fahrenheit) na noite de quarta-feira próxima, de acordo com os dados do serviço meteorológico dos EUA, hoje divulgados. Segundo a mesma fonte, as temperaturas deverão baixar ainda mais para o final da semana.

Cerca de 75% do óleo de aquecimento dos EUA é consumido na região Nordeste daquele país. A previsão de temperaturas mais baixas do que o normal nos EUA levou já a uma subida dos preços do óleo de aquecimento, gás natural e foi responsável, ontem, pelo maior ganho mensal do crude.

Em 2003, o preço do contrato futuro de crude atingiu um valor médio de 31 dólares (24,49 euros), o valor mais alto desde que se iniciou a sua negociação em 1983.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias