Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Crude sobe após quebra das encomendas nos EUA na semana passada

O preço do crude seguia quase a subir 3%, após o Instituto Americano de Petróleo (API) ter divulgado que as encomendas nos EUA caíram 2,2% na semana passada, a maior quebra desde Outubro de 2001.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 17 de Abril de 2002 às 18:40
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O preço do crude seguia quase a subir 3%, após o Instituto Americano de Petróleo (IAP) ter divulgado que as encomendas nos Estados Unidos (EUA) caíram 2,2% na semana passada, a maior quebra desde Outubro de 2001, para os 318,9 milhões de barris por dia.

Estes resultados ocorrem na altura em que os trabalhadores das petrolíferas na Venezuela contestam pelo oitavo dia consecutivo, auxiliando a reduzir as importações nos Estados Unidos (EUA).

As refinarias estão também a utilizar mais petróleo, após ter aumentado a produção de gasolina, devido à subida da procura.

O «brent», ou petróleo do Mar do Norte [CO1], para entrega em Junho seguia a subir 1,91% para os 25,05 dólares (28,37 euros). Em Nova Iorque, o crude [CL1], para entrega em Maio valorizava 2,38% para os 25,34 dólares (28,7 euros).

As importações nos EUA caíra 9,6% para os 8,36 milhões de barris, divulgou ontem o API.

As refinarias americanas operararam a 92,1% da sua capacidade na semana que terminou a 12 de Abril, mais 1,4 pontos percentuais do que na semana antecedente.

Outras Notícias