Bolsa CTT fecham Agosto com segundo pior mês desde entrada em bolsa

CTT fecham Agosto com segundo pior mês desde entrada em bolsa

Num mês em que o PSI-20 desvalorizou um total de 0,75%, os correios nacionais acumularam um saldo negativo de 12,27%, a pior prestação mensal desde a entrada em bolsa dos CTT.
CTT fecham Agosto com segundo pior mês desde entrada em bolsa
Miguel Baltazar
David Santiago 31 de agosto de 2016 às 18:15

Apesar da ténue subida do PSI-20 na sessão desta quarta-feira, 31 de Agosto, a bolsa lisboeta encerrou o mês de Agosto com uma desvalorização acumulada de 0,75%. Prestação que se segue à valorização de 6,60% que havia sido obtido em Julho e que permitira ao principal índice nacional recuperar parte das perdas registadas em Junho, mês em que a incerteza em torno do Brexit levou a bolsa nacional para perdas superiores a 10%.

 

Em Agosto os CTT foram a cotada entre as 18 que integram o PSI-20 que mais desvalorizou. Os correios nacionais perderam 12,27% no mês que hoje termina, o que configura a segunda pior prestação bolsista mensal desde que, em Dezembro de 2013, os CTT passaram a estar cotados em bolsa.

 

Pior só mesmo o saldo acumulado pelos CTT em Novembro de 2015, mês em que a cotada liderada por Francisco Lacerda Machado perdeu 15,26%. A justificar o mau desempenho em bolsa dos CTT em Agosto, depois de terem valorizado perto de 5,5% em Julho, estiveram os maus resultados da cotada no primeiro semestre deste ano. Em 4 de Agosto os CTT reportaram lucros de 31,7 milhões de euros nos primeiros seis meses de 2016, resultado que representou uma quebra de 19,1% em relação ao período homólogo.

 

Também a contribuir para o mau desempenho da bolsa lisboeta em Agosto esteve o BCP, que perdeu 10,84% no mês. Entre Janeiro e Agosto o banco liderado por Nuno Amado registou mesmo os piores primeiros oito meses do banco em bolsa, ao desvalorizar 63%, penalizado pelo período de grande turbulência enfrentado pelo sistema financeiro em 2016.

 

O destaque pela positiva vai para a Sonae Capital (+8,64%), a Corticeira Amorim (+8,31%), Sonae (+7,47%) e Galp Energia (+6,72%), empresas que em Agosto conseguiram registar as maiores valorizações.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI