Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dados da indústria animam abertura de Wall Street

O otimismo em torno dos dados da atividade industrial nos EUA está a dar gás aos três maiores índices de Wall Street. Depois de ter contraído em agosto, espera-se que supere a barreira dos 50 pontos em setembro.

Reuters
Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 01 de Outubro de 2019 às 14:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Em Wall Street, os três maiores índices abriram em alta. O Nasdaq avança 0,47% para os 8.036,40 pontos, o Dow Jones valoriza 0,31% para 26.999,07 pontos e o Standard & Poor’s 500 ganha 0,4% para os 2.988,78 pontos.

A impulsionar os ganhos está a expectativa de que a atividade industrial do país tenha recuperado e se fixe acima da marca dos 50 pontos - que separa a contração da expansão – em setembro. No mês anterior, esse valor foi de 49,1 pontos, tendo contraído pela primeira vez nos últimos três anos e meio.

Hoje, na Zona Euro, o índice voltou a cair e derrapou para mínimos de outubro de 2012, pressionado principalmente pela má prestação das fábricas alemãs, que conheceram o seu pior mês, em termos de atividade, desde a última crise financeira.

Apesar da prolongada guerra entre os EUA e a China, que está a aumentar o risco de uma recessão nas maiores economias, a confiança na economia doméstica é um dos fatores que ajudou o S&P a valorizar 18,7% este ano.

A data de novas negociações entre as duas maiores economias mundiais aproxima-se (10 e 11 de outubro) e os investidores começam a prestar atenção a todos os desenvolvimentos que a antecedam. Hoje, uma notícia da Bloomberg, divulgou que as empresas chinesas já compraram uma tonelada de soja a empresas norte-americanas, depois de Pequim ter levantado as tarifas sobre o produto.

Entre as empresas, a Philip Morris sobe 0,5%, depois do Bank of America ter elevado a sua recomendação para "comprar", de "neutral".



(Notícia atualizada às 14:42) 


Ver comentários
Saber mais EUA Wall Street dados industriais mercados bolsas
Outras Notícias