Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dados económicos animam negociação em Wall Street

As principais bolsas dos EUA fecharam em terreno positivo, com os dados relativos aos inventários dos grossistas e às importações de crude pela China a intensificarem o optimismo acerca da retoma económica global.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 10 de Setembro de 2010 às 21:20
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O Dow Jones terminou a ganhar 0,46%, fixando-se nos 10.462,84 pontos. O S&P 500 avançou 0,49% para se estabelecer nos 1.109,60 pontos.

Por seu lado, o índice tecnológico Nasdaq valorizou 0,28% para 2.242,48 pontos.

A Chevron e a Conoco Phillips encerraram animadas pela subida dos preços do petróleo, que valorizou mais de 3% nos EUA.

A Moody’s Corp disparou mais de 6%, depois de a Piper Jaffray ter revisto em alta a recomendação para as suas acções.

Em contrapartida, a National Semiconductor Corp afundou mais de 7% depois de apresentar uma estimativa para as suas vendas deste ano abaixo das previsões dos analistas.

A Dell e a Adobe Systems também cederam terreno, penalizadas pela revisão em alta das recomendações para as suas acções por parte do Morgan Stanley.

Hoje foi divulgado do outro lado do Atlântico que os inventários dos grossistas cresceram em Julho ao maior ritmo em dois anos, numa altura em que as empresas aumentaram os seus stocks devido a uma recuperação da procura. Este dado contribuiu para o sentimento positivo das bolsas.

Além disso, os dados alfandegários da China revelaram que as importações de crude aumentaram 10% em Agosto, face a Julho. Este aumento da procura esteve a sustentar as cotações do “ouro negro” nos mercados internacionais, impulsionando assim os títulos ligados ao sector.

Ver comentários
Outras Notícias