Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dados económicos insuficientes para animar bolsas dos EUA

A economia americana cresceu mais do que o esperado no terceiro trimestre. A confiança dos consumidores melhorou, em Outubro. Dados positivos que conseguiram levar as bolsas para terreno positivo, mas com ganhos tímidos.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 26 de Outubro de 2012 às 21:21
O Dow Jones fechou a subir 0,03% para 13.107,21 pontos, o Nasdaq subiu 0,06% para 2.987,951 pontos e o S&P500 recuou 0,07% para 1.411,97 pontos.

A contribuir para o comportamento dos índices estiveram os dados económicos, que conseguiram assim levar as bolsas a subir, ainda que moderadamente.

O Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA cresceu a um ritmo anual de 2% no terceiro trimestre do ano, depois de ter avançado 1,3% no trimestre anterior, anunciou hoje o Departamento do Comércio. Os economistas consultados pela Bloomberg aguardavam uma subida de 1,8%.

Além deste indicador, foi também divulgado que a confiança dos consumidores americanos melhorou, em Outubro. O índice aumentou de 78,3 pontos, em Setembro, para 82,6 pontos, em Outubro, o valor mais elevado desde 2008, ano em que a economia americana entrou em recessão. A leitura inicial do índice, de Setembro, foi de 83 pontos. As expectativas, dos economistas consultados pela Bloomberg, apontavam para que o índice se situasse nos 83 pontos.

Os resultados das empresas têm condicionado a evolução dos índices americanos, com especial enfoque para esta semana, depois de cotadas como a GE, a Texas Instruments ou a McDonald’s a revelarem números aquém do esperado. A Bloomberg revela que das empresas que já revelaram os seus resultados do terceiro trimestre, 71% superou as estimativas dos analistas. Já no que respeita às receitas,59% apresentou valores inferiores ao previsto.

O facto de várias cotadas terem revisto em baixa as suas estimativas para o último trimestre do ano também penalizou a confiança dos investidores.

As acções da Goodyear Tire & Rubber, a maior fabricante de pneus dos EUA, deslizou 10,33% para 11,03 dólares, depois de ter revelado que os seus resultados ajustados foram de 53 cêntimos por acção, no trimestre, o que compara com os 59 cêntimos estimados em média pelos analistas consultados pela Bloomberg.

Já a Amazon subiu 4,69% para 238,23 dólares depois de ter apresentado um prejuízo operacional inferior ao que estava a ser antecipado pelos analistas.

A VeriSign, empresa que trabalha com os domínios de internet .com, afundou 15,47% para 39,39 dólares depois de ter revelado que os reguladores vão atrasar-se na revisão do contrato para a empresa poder actuar neste mercado.

1 euro = 1,2935 dólares
Ver comentários
Saber mais Bolsas EUA Wall Street
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio