Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Desacordo entre a Grécia e os credores dá arranque negativo a Wall Street

As bolsas dos Estados Unidos negoceiam em queda pela primeira vez em cinco sessões depois de a Grécia ter falhado um acordo com os parceiros internacionais.

Rita Faria afaria@negocios.pt 17 de Fevereiro de 2015 às 14:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

Depois do feriado de ontem, nos Estados Unidos, em que não houve negociação, os principais índices norte-americanos iniciaram a sessão desta terça-feira, 17 de Fevereiro, em terreno negativo, numa altura em que persistem receios em relação ao futuro da Grécia no euro. As bolsas dos Estados Unidos negoceiam, assim, em terreno negativo pela primeira vez em cinco sessões.

 

O índice industrial Dow Jones desce 0,11% para 17.999,45 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq perde 0,09% para 4.889,66 pontos. Já o S&P500, que atingiu na sexta-feira um novo máximo histórico nos 2.097,03 pontos, desliza 0,1% para 2.093,89 pontos.

 

"Vamos ver reacções às mudanças na dinâmica das negociações, mas a Grécia não está a causar nenhuma forma de pânico", referiu Peter Garnry, estratega do Saxo Bank, em declarações à Bloomberg. "Não estamos a assistir a uma propagação ou escalada do risco nos mercados. Tendo em conta os níveis em que os mercados estão a negociar, uma queda hoje é a reacção lógica às notícias sobre as negociações da dívida grega".

 

No Eurogrupo de ontem, o Governo de Atenas voltou a falhar um acordo com os parceiros da Zona Euro e com o FMI. No entanto, ficou estabelecido que, se o Executivo de Atenas quiser mais apoio financeiro, terá de pedir uma extensão do actual programa. Se esse pedido chegar, os ministros das Finanças prometem reunir-se na próxima sexta-feira.

 

O índice S&P500 atingiu um novo máximo histórico no final da semana passada, impulsionado pelo desempenho das tecnológicas e do sector da energia, que apanhou boleia da subida do petróleo nos mercados internacionais.

 

Os resultados das empresas do S&P500 subiram 4,2% no último trimestre do ano passado e, de acordo com os analistas consultados pela Bloomberg, deverão cair no primeiro semestre deste ano. Mais de três quartos das empresa do índice já apresentaram as suas contas ao mercado, com 76% a superar as estimativas para os lucros.

 

A Wal-Mart Stores, Noble Energy e Discovery Communications estão entre as empresas que apresentam resultados esta semana.  

 

A American Express perde 1,15% para 77,18 dólares e a Microsoft desliza 1,37% para 43,27 dólares. 

Ver comentários
Saber mais Estados Unidos Grécia mercado e câmbios bolsa Zona Euro
Outras Notícias